domingo, 24 de abril de 2016

Genes fazem “controle de qualidade” no genoma

A vida depende dessa tecnologia
Um novo método para identificar genes responsáveis pelo “controle de qualidade” do DNA pode ajudar no diagnóstico e tratamento de vários tipos de câncer. O trabalho, que combinou técnicas de bioinformática com análises funcionais, encontrou 182 genes do tipo GIS, sigla inglesa para supressores de instabilidade do genoma. Desses, 98 nunca haviam sido descritos antes. “Isso tem potencial para levar a novas terapias, bem como a testes que podem predizer quão agressivo é um dado tumor de um paciente”, diz Sandro de Souza, pesquisador do Instituto do Cérebro da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) e um dos autores do estudo, publicado na última edição da Nature Communications. A pesquisa ajuda a ilustrar como o que se convenciona chamar de câncer na verdade é uma complexa série de doenças diferentes, que só têm em comum o fato de envolverem crescimento descontrolado de células que sofreram mutação. (Isso reforça a noção de que dificilmente haverá uma pílula mágica capaz de resolver todo e qualquer caso, como os fãs da fosfoetanolamina querem fazer crer [mas reforça a ideia de que um estilo de vida saudável pode ajudar a prevenir o câncer ou a enfrentá-lo com mais eficácia].)

Os pesquisadores se concentraram num fenômeno que se observa com grande frequência em alguns tipos de câncer, como o colorretal e o ovariano, mas não em outros, como a leucemia. É um embaralhamento forte do genoma da célula, referido tecnicamente pela sigla GCR, de rearranjo cromossômico grosseiro. Ele acontece quando alguns genes responsáveis por manter o DNA todo organizado falham nessa função e induz ao surgimento de mutações, que por sua vez aumentam as chances de surgir um tumor maligno. Mas quais exatamente são esses genes, os tais GIS? Encontrar essa resposta era o objetivo principal do estudo.

Sob a liderança de Richard Kolodner, pesquisador do Instituto Ludwig para Pesquisa sobre o Câncer, em La Jolla, na Califórnia, o grupo se concentrou num primeiro momento no genoma da levedura Saccharomyces cerevisiae. [...] Foram descobertos 182 genes do tipo GIS, além de outros 438 que não são propriamente da mesma categoria, mas agem em concerto para que o sistema de preservação da integridade do genoma se mantenha funcionando. [...] Esta é uma das “assinaturas” mais claras da evolução das espécies – o fato de que muitos dos genes presentes em outros organismos também têm seus equivalentes no homem. É isso que permite que estudos genéticos com outros organismos tenham um impacto importante na saúde humana. No caso do estudo em questão, isso ficou imediatamente claro. [...]

Num nível mais elementar, o estudo oferece mais lampejos sobre como funcionam certos tipos de câncer, provavelmente induzidos por mutações que levam ao colapso do sistema de controle de qualidade do DNA e ao surgimento de rearranjos cromossômicos grosseiros. [...]

Fonte: Folha.com

Nota do blog criacionismo: Como explicar por meio da teoria da evolução a existência de um verdadeiro controle de qualidade genético? Um mecanismo complexo assim poderia surgir naturalmente? E mais: quando esse sistema/mecanismo complexo falha, aumentam as chances de surgimento de tumores. O que dizer da época em que esse mecanismo não existia (segundo a mesma teoria da evolução)? Você não acha que é um verdadeiro milagre estarmos aqui, agora? Outra coisa: O fato de haver genes comuns a vários tipos de organismos aponta para a evolução comum deles ou para a “assinatura” do Criador? Ele pode muito bem ter utilizado mecanismos semelhantes em espécies diferentes, mas que executariam funções semelhantes. Aviões, motocicletas, carros e bicicletas têm rodas. Isso faz deles “parentes”? É tudo uma questão de interpretação. [MB]

2 comentários:

  1. Amado em Cristo, entrei no seu abençoado blog, e verifiquei que aqui há vida, e que o amor de Jesus impera.
    Dou-lhe os parabéns por este belo blog, que é mais uma ferramenta para levar a Palavra de Deus.
    Tenho um blog que fazia gosto se o conhece-se, O peregrino e servo.
    Também ficaria honrado se fizesse parte dos meus amigos virtuais.
    Decerto que irei retribuir.
    Fique na paz de Jesus.
    António Batalha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado! Que deus abençoe você também!!!

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails