segunda-feira, 14 de março de 2016

Não é mágica, é areia hidrofóbica

Areia hidrofóbica: trata-se basicamente de grãos de areia revestidos por materiais insolúveis em água derivados, por exemplo, da sílica. O efeito não é incrível?



E dá para fazer o produto em casa, com areia e impermeabilizante de tecidos, conforme explica o Manual do Mundo. Veja abaixo o tutorial para produzir a sua própria areia hidrofóbica:

quinta-feira, 10 de março de 2016

EXPERIMENTO DE MILLER - Prof. Tarcísio Vieira

Veja o que querem fazer com a educação no Brasil!

Uma leitora que trabalha na Coordenadoria Regional de Educação de um município de Rondônia me escreveu para manifestar sua justa preocupação: “Desde outubro de 2015 está sendo feita uma mobilização para reformulação (construção) da Base Nacional Comum Curricular (Novos Parâmetros Curriculares Nacionais). Essa Base regulamenta os conteúdos, pressupostos metodológicos e objetivos de aprendizagens para as escolas de educação básica no País, tanto públicas quanto privadas. É uma chamada pública em que todos os segmentos da sociedade podem contribuir. Qualquer pessoa, segmento ou instituição pode se cadastrar e fazer contribuições. Como servidora do Estado de Rondônia, estou fazendo as contribuições juntamente com meus colegas professores e organizando seminários de discussão. Comecei pelos anos iniciais e pela educação infantil, mas só agora cheguei ao ensino médio.

“Preocupa-me muito como estão enfatizando a questão do evolucionismo em Biologia, querendo contextualizá-lo e torná-lo familiar aos jovens. Veja uma parte do texto: primeiro coloca Biologia Evolutiva como campo da Ciência Biológica. Depois cita ‘a noção de evolução e o pressuposto de que todas as formas vivas descendem de um ancestral comum [o que é um conceito macroevolucionista filosófico] o que permite que o fenômeno vida tenha uma unicidade e que a Biologia seja uma disciplina integrada’.

“Outra citação diz: ‘É importante que os estudantes saibam aplicar, de forma adequada, a teoria da seleção natural para explicar eventos evolutivos como o surgimento de bactérias e antibióticos [seleção natural não explica o surgimento de nada, apenas a sobrevivência do mais apto], o problema da obesidade e diversificação de espécies.’ Isso está no texto introdutório; quando se chega aos objetivos de aprendizagem, que é a parte que os professores vão utilizar para elaborar efetivamente as aulas, piora um pouco mais.

“Ainda me preocupa a parte de Ensino Religioso, que está tendenciosa para o espiritismo. As partes de Sociologia, Filosofia e História abordam temas como ideologia de gênero, pouco amadurecida e pouco científica.

“Minha preocupação é que todos podem ter acesso a esses documentos, mas a comunidade religiosa pouco tem se importado. Se esse documento for aprovado do jeito que está, teremos que acatá-lo como currículo, inclusive em escolas confessionais.

“Meus colegas e eu não temos força contra uma sociedade desinformada e pouco preocupada com a educação de seus filhos. Meu pedido é que você se cadastre na Base (clique aqui) a fim de tomar conhecimento do que está acontecendo, e que faça suas contribuições. Divulgue isso a quantas pessoas puder.”

Evolucionismo, espiritismo e ideologia de gênero ensinados para as crianças, na escola, desde os primeiros anos de vida. Isso é pura doutrinação ideológica! Realmente não podemos ficar calados diante disso. Entre no site e faça valer seu direito de expressão. Cidadania também é isso. [MB]

Fonte: criacionismo

domingo, 6 de março de 2016

Por que o nariz fica entupido uma narina por vez?

Acaso ou Design Inteligente
Embora possamos não prestar atenção, a não ser quando estamos doentes, sempre respiramos mais fortemente por uma narina do que pela outra. Durante o dia, os lados mudam e a outra narina entra em “modo de trabalho”. Mas por que isso acontece? Como relata o portal Science Alert, esse processo é automatizado pelo sistema nervoso autônomo, o mesmo sistema que controla muitas coisas que seu corpo faz por si só, como a digestão e o ritmo cardíaco. Para o nariz, esse sistema controla o seu “ciclo nasal”, de modo que cada narina opera de forma eficaz. De acordo com um estudo publicado no PubMed, o repositório de artigos científicos do Instituto Nacional de Saúde da Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, o ciclo nasal acontece várias vezes durante o dia e só chama nossa atenção se o seu nariz está mais entupido do que o habitual. Para abrir um lado de seu nariz e fechar o outro, o corpo infla o tecido com sangue, da mesma forma que acontece durante a ereção de um homem.

“O aumento do fluxo sanguíneo provoca congestionamento em uma narina por cerca de três a seis horas antes de mudar para o outro lado. Há também o aumento do congestionamento quando se está deitado, o que pode ser especialmente notável quando a cabeça está virada para um lado”, aponta a pediatra Jennifer Shu, em sua coluna na CNN.

Acredita-se que esse ciclo ajude a completar nosso olfato. Alguns cheiros são mais bem captados pelo movimento rápido do ar pelo nariz, enquanto outros levam mais tempo e são detectados melhor com o ar agindo lentamente. Se um dos lados do seu nariz está bem aberto e o outro está um pouco fechado, você recebe todos os cheiros. O processo também dá uma pausa a cada narina, uma vez que um fluxo constante de ar forte pode secá-la e matar os pequenos pelos que nos protegem de contaminantes externos.

Quando ficamos doentes, todo o processo pode se tornar insuportável, porque a narina que está efetivamente “desligada” parece estar muito, muito mais entupida do que a outra. Basicamente, o sentimento de entupimento é amplificado pelo frio.

Então, da próxima vez que você sentir que só está respirando de um lado do nariz, lembre-se que é um sistema natural e automático, trabalhando para fazer com que você sinta os cheiros de maneira adequada e protegendo suas narinas de secarem em função de rajadas de vento fortes – e sujas.

Fonte: Hypescience

Nota do blog criacinismo: Sistema de controle autônomo e de proteção nasal; mecanismo de maximização do olfato; neurônios especializados no olfato; etc. E aí? Acaso ou design inteligente? Se visse tudo isso num androide, qual seria a sua resposta? [MB]

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails