sábado, 3 de janeiro de 2015

Vida inteligente pode estar em sua fase inicial no Universo

Impressão artística da Terra primitiva.(Fonte do site Universo Racionalista)
As 200 bilhões de galáxias observáveis em nosso Cosmos mostram um claro potencial para continuar como as vemos hoje por centenas de bilhões de anos, se não por muito mais tempo. Porque os planetas e a vida são bastante jovens no Universo, diz Dimitar Sasselov, na Harvard University, "talvez a espécie humana não esteja atrasada para a festa. Podemos estar entre os primeiros."

Isso poderia explicar o porquê de não termos visto nenhuma evidência da existência "deles", além de indicar um longo caminho para explicar o famoso Paradoxo de Fermi, que consiste na seguinte pergunta: "se existe vida inteligente no Universo, onde eles estão? Por que ainda não descobrimos qualquer evidência de sua existência?"

A história do Universo, segundo Sasselov, em um novo estudo, "A Vida em Super-Terras", diz que várias gerações de estrelas fizeram ferro e oxigênio, silício e carbono, e todos os outros elementos do hidrogênio e hélio originais a cerca de 13 bilhões de anos atrás para ser capaz de formar a Terra e os planetas que a Missão Kepler veem descobrindo.

Fonte: Universo Racionalista

Nota deste blog: Quando li o título desta matéria, corri ansiosamente para ler a reportagem e constatar a tal hipótese. Puft!!! Fiquei frustrado mais uma vez com essa 'mídia científica'. Cadê as evidências da fase inicial de vida em outro planeta? E quem disse que existe vida fora da Terra? A NASA (Missão Kepler), por exemplo, ainda não afirmou nada sobre este assunto. Mais um detalhe. Se eu fosse o autor deste site (Universo Racionalista), mudaria o seu nome para 'Universo sensacionalista'. Pronto, falei!!! [Firmo Neto]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails