terça-feira, 18 de novembro de 2014

1º Congresso Brasileiro do Design Inteligente – DIA 3

O encerramento do 1º Congresso Brasileiro do Design Inteligente, realizado em Campinas – SP, ocorreu na manhã do último domingo (16/11) e contou com uma sequência de quatro palestras excepcionais.

Dando início ao ciclo de palestras do dia, Dr. Marcos Nogueira Eberlin, com a palestra intitulada: “O Terceiro Elemento da Vida: Prova Irrefutável por Leis Naturais de Design Inteligente”, falou sobre um elemento indispensável para a existência da vida, a “informação”.

Segundo Dr. Eberlin,

    “O terceiro elemento da vida em relação ao DI e a TE é prova irrefutável por leis naturais a favor da TDI. O terceiro elemento da vida requer como fonte uma mente inteligente. Refuta a teoria da Evolução por leis naturais. Informação não emana de materia e energia, mas ainda, refuta qualquer outra teoria que invoque matéria e energia como sua causa. [...] contra leis não há argumentos. As leis da química, da física e da matemática e as leis da informação falam, como nunca antes, que uma mente inteligente e consciente orquestrou o Universo e a Vida.”
Marcos Eberlin é graduado, mestre e doutor em Química pela UNICAMP, pós-doutor pela Universidade de Purdue – USA, membro da Academia Brasileira de Ciências. Atualmente é professor titular MS-6 da Universidade Estadual de Campinas, onde é coordenador do Laboratório ThoMSon de Espectrometria de Massas. É presidente da Sociedade Internacional de Espectrometria de Massas (IMSF) e vice-presidente da Sociedade Brasileira (BrMASS), e editor associado dos periódicos Advances da Royal Society of Chemistry e Jounal of Mass Spectrometry da Wiley.

Tratando o tema do evento numa perspectiva educacional, Mário Magalhães, com a palestra: “Os preconceitos e Fraudes no Ensino de Evolução e Design Inteligente na Sala de Aula: A visão de um Educador”, tratou temas relativos, também, a prática docente, discutindo os pressupostos equivocados dos educadores e professores sobre a Teoria da Evolução, as fraudes ainda presentes nos livros didáticos e, ao final de sua exposição, propôs uma educação despreconceituosa, onde o professor possa, inclusive, expor outras teorias em sala de aula.

Mário Magalhães é Licenciado em Letras pela Universidade Estadual do Maranhão – UEM. Mestre em educação pela Universidade Americana e Bacharel em Teologia pelo IBBB. Atualmente é professor da UEM e da Unidade Integrada Professor Luis Rego. Mário também é autor do livro: “Design Inteligente: a metodologia de convergência da ciência sob a ótica da criação”, editado pela editora Reflexão.

A penúltima palestra ficou a cargo do pesquisador e professor Ahmed Atia El-Dash, que proferiu a palestra: “O Big Bang explica o Universo? Uma Nova Proposta para a Origem do Cosmos”. Levantando o questionamento acerca da validade da Teoria do Big Bang, Prof. Ahmed apresentou uma nova proposição relativa a cosmogonia.

Ahmed Atia El-Dash é pesquisador e professor em universidades no Egito, USA e Brasil. É professor aposentado pela Faculdade de Engenharia de Alimentos da UNICAMP e autor do livro: “Origen of the Universe and Life on Earth”.

Finalizando o evento, com a palestra: “Evidência de Um Ajuste Ultra Fino no Universo”, Prof. Adauto Lourenço, trouxe sua contribuição no âmbito da física. Adauto começou falando sobre a grande complexidade existente desde os macrocosmos até aos microcosmos, o que requer muito estudo para que haja a possibilidade de sua explicação. Toda teoria deve apresentar respostas para os questionamentos, o que deve ser feito  por meio de Leis que expliquem os acontecimentos. Esse é o grande problema da teoria evolucionista, ela não fornece leis que a comprovem.

Adauto Lourenço é Físico pela Bob Jones University USA e Mestre em Física pela Clemson University USA. É palestrante de grande prestígio nacional e internacional com mais de 5.000 palestras proferidas. Ele também é autor do livro “Como Tudo Começou”, publicado pela editora Fiel.

Além de contar com essas quatro palestras excepcionais, o encerramento do 1º TDI – Brasil, contou, ainda, com uma assembleia geral da entidade, realizada a fim de apresentar, publicamente, o posicionamento da sociedade sobre o ensino da Teoria da Evolução, TDI e Criacionismos nas escolas e universidade públicas e privadas. O que foi feito mediante a leitura, discussão e aprovação do 1º Manifesto da TDI-Brasil acerca do assunto mencionado. Veja o manifesto na integra aqui.

Segundo o Dr. Marcos Eberlin, o manifesto público acima é o cumprimento de um compromisso firmado entre os membros da entidade, ainda, nos primórdios de sua existência. Antes mesmo de lê-lo Eberlin esclareceu que:

“Uma das propostas que a gente fez foi que, nossa primeira ação como sociedade brasileira do Design Inteligente seria nos posicionar nessa área. Então a Sociedade do Design Inteligente ela não só quer promover o debate, promover a causa inteligente, mas ela também tem propostas educacionais, de divulgação de mídia, a gente quer interferir, quer participar da vida política e social brasileira nas mais diversas formas.”

O manifesto evidencia a intenção da entidade, que segundo seu presidente, por possuir caráter científico, deve respeitar a academia, discutindo tais assuntos no ambiente acadêmico, primeiramente, em detrimento ao parlamento. Entretanto, Eberlin, deixou claro que, a entidade exige honestidade no ensino do paradigma predominante no âmbito da educação científica, que neste caso é a Teoria da Evolução, sendo que as deficiências da TE devem ser expostas de modo honesto, tanto nos livros didáticos, quanto na exposição docente. Após lido e discutido, o referido manifesto foi aprovado por unanimidade.

O 1º TDI – Brasil foi um marco histórico para o cenário científico brasileiro. Veremos quais serão os próximos passos da TDI – Brasil, por hora resta-nos parabenizar a iniciativa dos proponentes, a participação de todos os congressistas – que se dispuseram em ouvir a manifestação dessa parcela da comunidade científica/acadêmica nacional – e todos os meios de comunicação, que exercitando a tolerância, divulgaram o evento.


 Redação: Suzi Damazio / Gladís Damazio

Imagens: Luis Dias

Fonte: Como Vivemos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails