domingo, 20 de julho de 2014

Exercício proposto em livro de biologia demonstra a falência da teoria evolucionista

 Uma das fragilidades fundamentais da teoria da evolução no contexto de justificação teórica: a evolução dos ribossomos.

Este desafio foi proposto por um dos livros-texto de Biologia aprovado nos Estados Unidos. Muitos autores brasileiros de livros didáticos de Biologia do ensino médio recomendados pelo MEC/SEMTEC/PNLEM seguem esses autores de olhos fechados. Eles lançaram o seguinte desafio para os alunos:

“Avalie a explicação proposta para a evolução dos ribossomos baseada na evidência que foi apresentada para apoiá-la”.

Será que a evidência apresentada pelos autores chega perto de apoiar a explicação da origem de ribossomo funcional? Os autores demonstraram, como afirmaram, a “robustez da teoria da evolução?”

Bem, um cientista americano, amigo deste blogger propôs algumas perguntas que os alunos podem e devem perguntar aos professores de Biologia:

1. Existem quaisquer células em qualquer lugar que não têm proteínas? NÃO

2. Nós podemos ter vida, como nós a conhecemos hoje, sem proteínas? NÃO

3. Existem quaisquer proteínas em qualquer lugar em uma célula viva hoje que não tenha sido feita por um ribossomo? NÃO

4. Portanto, você pode ter vida como nós a conhecemos hoje, sem ribossomos? NÃO

5. Existe hoje uma “máquina molecular somente RNA puro” que faça proteínas? NÃO

6. Se assim for, não seria muito mais significante do que a especulação de “que as células primordiais podem ter produzido proteínas usando somente RNA?” SIM

7. Além disso, quão verdadeiramente significante é este fato que os Autores forneceram – ”O RNA ribossômico desempenha a tarefa mais importante na síntese de proteínas“?

A. Explica a origem do ribossomo? NÃO

B. Explica como que o ribossomo incorporou “as mais de 80 proteínas diferentes?” NÃO

C. Explica a origem dos quatro RNAs originais? NÃO

i. Explica como eles formados? NÃO

ii. Explica como que eles se juntaram? NÃO

iii. Explica como que o RNA mensageiro (mRNA) com as instruções codificadas os encontrou assim que eles se juntaram? NÃO

iv. Explica como que eles foram capazes de se reproduzir? NÃO

D. Desde que a preservação evolucionária do incipiente ribossomo somente rRNA é, no seu funcionamento, dependente de uma sequência de mRNA codificado, eles têm alguma ideia sobre onde se originaram as instruções codificadas para a primeira proteína a ser codificada no mRNA? NÃO

i. Eles têm alguma ideia de onde veio a informação codificada? NÃO

ii. Eles sabem como que o mRNA com a informação codificada reproduz a si mesma de modo que possa fazer mais proteínas? NÃO

8. Todas as 80 proteínas no ribossomo foram feitas por um ribossomo? SIM

A. Eles sabem qual das 80 proteínas ribossomais foi adicionada primeiro? Em segundo lugar? Terceiro lugar? E assim por diante? NÃO

B. Eles podem adicionar hoje uma proteína extra para “aumentar a eficiência do processo?” NÃO

C. Eles podem remover uma proteína hoje? NÃO

D. Eles sabem como adicionar uma proteína? NÃO

E. Eles sabem como remover uma proteína? NÃO

F. Eles sabem qual é a função das proteínas ribossomais? É uma concha? Um quadro? Uma estrutura de apoio? ELES NÃO SABEM.

G. Eles podem fazer uma estrutura de apoio a partir do RNA puro? ELES NÃO SABEM.

H. Pode o RNA sem proteínas sustentar a si mesmo e fazer uma proteína? ELES NÃO SABEM.

I. Se isso não é possível, como você pode ter um ribossomo sem uma proteína e como que você pode ter uma proteína sem um ribossomo? ELES NÃO SABEM.

9. Considere um automóvel. Nós não poderíamos dizer que o seu motor “desempenha as tarefas mais importantes” na sua função? Quão plausível então é concluir que o “motor” adicionou gradualmente um chassis “que melhorou a eficiência do processo, resultando nos automóveis mais complexos de hoje”? DE JEITO NENHUM PLAUSÍVEL.

Conclusão

Lembre-se disso – se não houver ribossomos, não há proteínas; se não há proteínas, não há vida como hoje a conhecemos. Mas, se há vida, há proteínas, e há ribossomos. A ciência testa as ideias pela evidência e observação; aqueles autores não produziram nenhuma delas – evidências convincentes ou observações; eles somente forneceram uma história da carochinha “as células mais antigas podem ter produzido proteínas usando somente RNA.” Considerando-se esta avaliação “baseada nas evidências” disponíveis hoje, os ribossomos resultaram de processos evolucionários? VOCÊ DECIDE.

Um argumento final:

1. Toda a vida – cada célula viva – precisam de ribossomos.

2. Até hoje, as explicações evolucionárias “não podem explicar” a origem do ribossomo e fracassa no teste da ciência.

3. Portanto, as explicações evolucionárias “não podem explicar” a vida e fracassam no teste da ciência.

Nota do blog Desafiando a Nomenklatura Científica: Este blogger sempre afirmou - quer saber mais da evolução? Não pergunte aos biólogos, pergunte aos químicos! Os químicos sabem muito mais da vida do que os biólogos!

Entende agora por que eles não querem que você saiba química???

Fui, nem sei por que, rindo do pangaré epistêmico de Darwin que não aguenta mais correr diante do avanço da ciência!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails