quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Químico top 10 em citações, paga um almoço para quem lhe explicar a macroevolução ao nível molecular

...um químico mundialmente famoso disse o seguinte: não há nenhum cientista vivo hoje que entende a macroevolução. Escrevi sobre o Professor James Tour, que é um dos dez químicos mais citados em todo o mundo - e um cético de Darwin. O professor Tour não é um defensor do Design Inteligente, mas ele é abertamente cético em relação à macroevolução, que é geralmente definida como a “evolução acontecendo em grande escala, por exemplo, igual ou superior ao nível de espécies, ao longo do tempo geológico, resultando na formação de novos grupos taxonômicos”. Em 2001, Tour, juntamente com mais de 700 outros cientistas, assinaram a “A dissidência científica do darwinismo” do Discovery Institute, onde se lê: “Nós somos céticos das afirmações da capacidade da mutação aleatória e da seleção natural para explicar a complexidade da vida. Um exame cuidadoso da evidência a favor da teoria darwinista deve ser encorajado.”

No site do Professor Tour, há um artigo muito interessante sobre a evolução e a criação, no qual Tour declara que ele não entende como a macroevolução poderia ter acontecido, a partir de um ponto de vista químico:

... Eu simplesmente não entendo, quimicamente, como a macroevolução poderia ter acontecido. Por isso, não seria eu livre para me juntar às fileiras dos céticos e assinar tal declaração sem represálias daqueles que discordam de mim? ... Alguém entende os detalhes químicos por trás da macroevolução? Se assim for, eu gostaria de me sentar com essa pessoa e ser ensinada. Portanto eu gostaria de convidá-la a encontrar-se comigo.

Em uma palestra recente, intitulada Nanotech e Jesus Cristo, ministrada em 01 de novembro de 2012 na Georgia Tech, o professor Tour revelou que tinha uma oferta de longa data para pagar o almoço para quem quisesse se sentar e explicar a evolução para ele, mas que ninguém havia topado encarar seu desafio:

Mas cerca de sete ou oito anos atrás eu postei no meu site que eu não entendo. E eu disse: “Eu vou pagar o almoço para qualquer um que se sentar comigo e me explicar a evolução, e eu não vou questioná-lo, exceto caso eu não tenha entendido algo - eu vou lhe pedir para me esclarecer. Mas você não pode ser superficial e dizer: ‘Esta enzima faz isso.’ Você tem que entrar nos detalhes de onde as moléculas são construídas... Ninguém aceitou o desafio”.

A Sociedade Ateísta contatou-me. Eles disseram que iriam ganhar o almoço e que tinham desafiado os seus membros: “Vá até Houston e almoce com esse cara e fale com ele.” Ninguém apareceu!

[Recentemente] Nick Matzke fez uma oferta...

Nick Matzke, que atualmente é estudante de doutorado em biologia evolutiva da Universidade da Califórnia, em Berkeley, e que também é ex-diretor do projeto Public Information, no Centro Nacional de Ciências da Educação, declarou em 18 de fevereiro que “adoraria aceitar a oferta de almoço grátis do professor Tour, se alguém me pagasse minha passagem”.

[Várias pessoas ofereceram para pagar a passagem. Vamos aguardar os próximos passos... Mais informações podem ser obtidas aqui.]

Fonte: Origens e Destino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails