quarta-feira, 28 de agosto de 2013

“Cemitério” de baleias é encontrado no deserto

Cientistas preservaram em gesso a cauda e a caixa torácica do esqueleto pré-histórico de uma baleia adulta no Deserto do Atacama, no Chile, em 2010. O fóssil é de uma das 20 baleias com cerca de cinco milhões de anos [segundo a cronologia evolucionista] encontradas em uma estrada que passa pelo “cemitério”, a mais de meia milha (1km) da costa do Pacífico. Os especialistas anunciaram a descoberta no mês passado. Não se sabe por que as baleias foram encontradas juntas, disse Nicholas Pyenson, paleontólogo da Smithsonian Institution, que lidera a escavação. Mas as razões possíveis incluem uma tempestade capaz de empurrá-las de forma abrupta da costa, maré vermelha, proliferação de organismos microscópicos que liberam toxinas na água, fazendo as baleias encalhar em grupo - é o que disse Pyenson, do Comitê de Pesquisa e Exploração da National Geographic Society. [...]

Fonte: National Geographic 



Nota do blog criacionismo: Note que uma das possíveis causas da presença de fósseis de baleias no deserto a um quilômetro do mar, aventadas pelos pesquisadores, é uma tempestade, que teria de ser, necessariamente, muito forte para arrastar animais de grande porte a uma distância considerável (se é que o mar estava mesmo ali há milhares de anos). De qualquer forma, para que esses grandes mamíferos pudessem ser sepultados e fossilizados, não bastaria água; seria necessária grande quantidade de lama e sedimentos e um sepultamento rápido. Isso sugere um evento muito mais catastrófico do que uma tempestade localizada, evento esse causador de fenômenos semelhantes em todas as partes do mundo.[Michelson Borges]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails