quinta-feira, 6 de junho de 2013

“É difícil mulher rodada encontrar um cara legal”

Marina Ruy Barbosa, 17, falou sobre virgindade em entrevista à revista Quem. A atriz, que vive a Nicole de “Amor à Vida” (Globo), namora Klebber Toledo, 26, há quase dois anos. “[Perder a virgindade] tem que ser com a pessoa certa, com alguém em que você confie e que seja legal com você”, afirmou. “Cada um sabe sua hora.” “É uma coisa que não banalizo”, disse. “Acho feio banalizar, acho que perde a graça. A vida é bonita, então, vamos fazer ficar bonito.” “Por ser mais velho, o Klebber não tem tanta pressa de tudo, já viveu, já fez, já conheceu”, explicou. “Nunca dormi fora e o Klebber nunca dormiu na minha casa.” “No começo, eu era mais ciumenta, mas o Klebber me passa muita segurança”, contou. “Barraco, não faço. Nunca.” “Há mulheres muito galinhas. É louco, né? Acho que não se comportam e, aí, os caras não valorizam”, avaliou. “Não adianta querer um príncipe se você não é uma princesa.” “É muito difícil uma mulher rodada encontrar um cara legal”, ensinou. “Só vai encontrar sapo.”

Fontes: Folha.com via criacionismo

Nota do blog criacionismo: Conselhos interessantes e corajosos de alguém que vive num meio em que as pessoas geralmente valorizam coisas como “pegada”, “curtição”, “casualidade”, e por aí vai. Marina diz que se deve perder a virgindade com a pessoa certa. Eu acrescentaria que é preciso entregar a virgindade para a pessoa certa, no momento certo e no contexto certo, e isso tem nome: casamento. A atriz tem toda razão quando diz que princesas atraem príncipes e que mulheres “rodadas” atraem sapos. Se querem ser valorizados, homens e mulheres devem se valorizar e respeitar uns aos outros. Parabéns, Marina![Michelson Borges]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails