sábado, 20 de abril de 2013

Verdades incontestáveis: Conhecimento Científico + Conhecimento Bíblico

Muitas pessoas entendem que a ciência está em total oposição com bíblia. Essa interpretação do contraste entre as duas áreas é baseada numa falsa visão do conhecimento científico e, possivelmente, um preconceito contra o conhecimento bíblico.

A ciência, por definição, é neutra! Ou seja, ela lida com fatos, teses, hipóteses, observação. Aquilo que é verdade, pode, muitas vezes, ser comprovado por ela. O interessante é notar que nem tudo pode ser "provado" cientificamente, apesar de ser uma realidade. Pense no seguinte: a Terra é redonda (oval, tudo bem). Isso era um fato, mas ainda não tinha sido "provado" cientificamente, apesar de ser uma realidade que hoje é indiscutível. Veja que a ciência não se propõe a mostrar quem está certo, apesar existe como uma sistematização ou observação do que existe, de fato. Muitos esquecem também que o conhecimento científico é progressivo, isto é, a cada dia descobrimos mais coisas. Ela ainda lança luz sobre o conhecimento bíblico. Algo que não devemos esquecer é que alguns cientistas possuem pressuposições e hipóteses (algo comum em qualquer área do pensamento humano que lide com observação) e estes não devem tratar como "verdade". Hipótese é hipótese, e pode ser que não seja uma "realidade", como acontece com dissertações e teses: no final do trabalho, o pesquisador mostra se as hipóteses são, de fato, uma realidade.

A bíblia também pode ser analisada como algo verídico, não há problema. Ela lida com realidades e fatos, mas nem tudo está "provado". O verdadeiro conhecimento bíblico mostra situações claramente reais. Por exemplo: a história de Jesus foi predita. Isso é algo que ninguém pode negar. É História. Antes de 1947, muitos não-crentes nas Escrituras diziam que a história de Jesus não era cumprimento de nenhuma narrativa anterior, por não haver qualquer manuscrito datado de antes de Jesus. E que Cristo foi apesar um grande pensador judeu. Que ele foi um pensador judeu, é verdade. Acontece que nesta data, foram descobertos os Manuscritos do Mar Morto, datados pela paleografia, de até o terceiro século a.C. Esses manuscritos do Antigo Testamento mostravam que um homem nasceria de uma virgem, seria a "salvação" para todos, seria o Cordeiro real, seria traído por 30 moedas de prata, seria morto, falaria tal e tal coisa quando estivesse morrendo etc., mostrando claramente que seu aparecimento foi predito. Leia atenciosamente Atos 26:19-23. Isso aí é um documento, datado pelos paleógrafos como sendo de pouco anos posterior a Paulo.

A verdade é que o conhecimento científico e o conhecimento bíblico lançam luz, um sobre o outro.

Fonte: facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails