quinta-feira, 22 de março de 2012

Cancro evolutivo em regressão no Canadá

Na província canadiana de Alberta os museus criacionistas estão a ter um impacto tão profundo junto da população que os mesmos já causaram um significativo número de pessoas a abandonar a fé em Darwin e depositar a fé no Criador de Darwin.

Espera-se que a campanha Question evolution! [Questionem a evolução!] venha a ter o mesmo efeito.

Um artigo de 8 de Agosto de 2008, com o título de Canadians Moving Towards Creation [“Canadianos Movem-se Rumo à Criação”] reportou:

Mas isto não é tudo – louvemos o Senhor juntos visto que estamos a observar agora a eficácia dos museus da Criação!

Houve uma mudança de opinião espantosa durante o ano passado – o ano seguinte ao ano que em que abriram dois museus da criação em Alberta!

No ano passado 58% dos inquiridos locais acreditava na evolução, ao mesmo tempo que uns meros 28% acreditava que Deus havia criado os seres humanos nas formas actuais nos últimos 10,000 anos.

Cerca de 14% afirmou não estar seguro. Claramente uma maioria acreditava na evolução e rejeitava o modelo criacionista da Terra-jovem. Observem agora a enorme mudança que houve entre os inquiridos deste ano:

*37% acredita que evoluímos (menos 21% pontos que os anteriores 58%)

*40% dos inquiridos afirmou acreditar no criacionismo da Terra-jovem (+12 pontos que os anteriores 28%)

*23% afirmou não saber (+ 9 pontos que os anteriores 14%)

Parabéns a Harry Nibourg [dono do “Big Valley Museum”], Vance Nelson [dono do “Creation Truth Museum”] e Larry Dye [dono do “Bow Island Museum”] – vocês tiveram um impacto enorme nas crenças dos habitantes de Alberta.

Trabalhemos agora no resto do Canadá.

Ou seja, quando os residentes de Alberta tiveram acesso ao tipo de informação que as escolas públicas não disponibilizam, eles rapidamente começaram a perder a fé na tese que postula que lobos/vacas/ursos evoluíram para baleias. Porque será?

Isto talvez explique o porquê dos militantes evolucionistas não permitirem que informação antagónica à sua teoria seja colocada à disposição da população.

A beleza da campanha Questionem a Evolução! é a de trazer a “montanha do museu da criação” às pessoas, e comunicar a Mensagem Bíblica e científica de modo a que as pessoas possam tomar decisões informadas (coisa que os evolucionistas evitam ao máximo).

Claro que, por mais propaganda que tivesse sido feita em favor da Bíblia e a da Criação, o seu efeito seria mínimo se não fosse o óbvio facto da teoria da evolução ser um anedota.

Aparentemente o dualismo que os evolucionistas tanto usam está a ter o efeito reverso ao desejado.

Fonte:
Darwnismo

Nota: Ao ler o título deste post (Cancro evolutivo em regressão no Canadá), acredito que muitos - principalmente aqueles que não são da área de saúde - devem está se perguntado se realmente a palavra 'cancro' estava escrito corretamente. Bem, posso afirmar uma coisa, não só está redigido certo, como é a palavra mais indicada atualmente para descrever a teoria evolutiva. Então, veja abaixo o significado desta palavra:

"A palavra cancro é utilizada genericamente para identificar um vasto conjunto de doenças que são os tumores malignos. Os tumores malignos são muito diversos, havendo causas, formas de evolução e tratamentos diferentes para cada tipo. Há, porém, uma característica comum a todos eles: a divisão e o crescimento descontrolado das células".

Concordaram comigo? Caso você que ainda não conhece esta importante teoria criacionista e queira saber mais sobre este assunto, entre em contato comigo no e-mail: firmonneto@hotmail.com Vai ser o maior prazer em atendê-lo. [FN]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails