segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

O negligenciado repouso semanal

Ordem e regularidade são leis da natureza. Tanto no universo químico como no biológico percebemos ciclos bem definidos. Talvez o mais conhecido de todos seja o ciclo menstrual de 28 dias. Outro ciclo interessante é o capilar, caracterizado por 18 meses de crescimento seguidos de 18 meses de parada. Em homens, os fios de cabelo se desprendem dos folículos na fase de parada do crescimento, enquanto na mulher os fios ficam presos aos folículos, permitindo o crescimento de cabelos mais longos. O coração bate uma vez por segundo e nós inspiramos, em média, uma vez a cada quatro batidas do coração. As contrações intestinais ocorrem a cada três minutos. A temperatura corporal, a pressão arterial e a secreção de enzimas e hormônios, como o cortisol, flutuam ao longo do dia de maneira programada e regular. Esse relógio biológico de 24 horas que comanda as funções vitais está localizado no cérebro, em uma região chamada hipotálamo.

Normalmente, às 3 horas da manhã, a produção de hormônios e enzimas relacionados com força muscular, bom humor, digestão e produção de urina é grandemente reduzida. Se você costuma acordar às 7 horas da manhã, seu cérebro começa a produzir um hormônio chamado ACTH por volta das 5 horas, que estimula a secreção de adrenalina pelas glândulas suprarrenais. A pequena quantidade de adrenalina produzida é capaz de despertar a glândula tireoide, ovários, testículos, estômago, pâncreas, fígado e outros órgãos, que atingem seu pico de ação às 9 da manhã. Às 10h, estamos bem alerta; entre 14h e 15h, temos melhor coordenação motora; às 17h, o corpo atinge ótima eficiência cardiovascular e força muscular. Após o pôr do sol, a diminuição da luminosidade é percebida pelos olhos e o cérebro começa a produzir melatonina, um hormônio relacionado à indução e qualidade do sono. Ao mesmo tempo, o metabolismo geral diminui e os intestinos e músculos entram em repouso. Esse ciclo de 24 horas, ou ritmo circadiano, se repete indefinidamente.

Manter esse relógio biológico sincronizado é fundamental para preservar a saúde e a qualidade de vida. E é exatamente aqui que entra a importância do descanso, especialmente do sono e do repouso semanal. Um rotina irregular pode, a longo prazo, desregular as funções biológicas e colocar o corpo sob estresse. Os efeitos podem ser tão desagradáveis quanto um jet lag após uma viagem de avião cruzando vários fusos horários.

Repouso semanal

Observamos um dia de 24 horas baseado no movimento de rotação da Terra em seu eixo. O mês é baseado no ciclo lunar e o ano, no movimento de translação do sol. Será que existe também um ciclo semanal? Hoje em dia, não é incomum conhecer pessoas que trabalham sete dias por semana. Entretanto, evidências científicas sugerem que essa prática pode causar consequências a curto e longo prazo. Assim como o corpo tem um ritmo diário ou circadiano, um ritmo semanal ou septadiano foi recentemente identificado.

Pesquisas médicas têm demonstrado ritmos semanais conectados com várias funções fisiológicas, como ritmo cardíaco, hormônios naturais no leite materno, edema (inchaço) após cirurgias e rejeição de órgãos transplantados. Para entender a sua importância, vamos considerar os dois últimos exemplos.

Pessoas recém-operadas tendem a experimentar aumento do edema no sétimo e décimo quarto dias após a cirurgia. De maneira semelhante, um transplante renal é mais provável de ser rejeitado no sétimo ou décimo quarto dia após a cirurgia. Além disso, a produção de fibrinogênio, um componente do sistema de coagulação e que está relacionado com infartos, também obedece a um ritmo semanal.

O entendimento dos ritmos septadianos é relativamente recente e levou muitos especialistas a recomendar o descanso semanal como um meio de preservar a saúde. O Dr. Bernell Baldwin, doutor em neurociências pela Universidade George Washington, nos Estados Unidos, afirma que "o ritmo semanal é um fator inerente ao funcionamento do corpo humano". Aliás, sua importância pode ser observada na história. Ele salienta que, na França, durante a Revolução Francesa, uma semana de dez dias foi experimentada com resultados desastrosos. As instituições de saúde mental lotaram rapidamente e a tentativa foi abolida.

Na experiência dos franceses, há uma lição para todos nós. Assim como dormir pouco faz mal, uma rotina de trabalho ininterrupta vai, mais cedo ou mais tarde, cobrar o seu preço. A saúde é fruto das nossas escolhas e não do acaso. Se você busca qualidade de vida e longevidade, procure readequar a sua agenda e reservar um dia na semana para descanso completo. Nesse dia, faça coisas diferentes do rotineiro. Em lugar de limpar a casa, fazer compras ou ler os e-mails atrasados, faça um passeio no parque com a família. Passe um dia no campo em meio à natureza, desfrutando de ar puro, sol e silêncio. Envolva-se com atividades voluntárias, faça o bem aos seus semelhantes e tenha momentos a sós com Deus.

Para concluir, quero dizer que a prática dos conselhos acima teve grande impacto na minha vida pessoal. Aprendi que, neste caso, "perder" horas de trabalho e estudo é ganhar. Se você também busca saúde, qualidade de vida e produtividade duradoura, encontrar o equilíbrio entre atividade e repouso deve ser sua prioridade.

Luiz Fernando Sella

Médico (formado pela UFSC, em 2006), participou como médico visitante da Escola de Medicina da Universidade de Miami, em 2006 e 2007. Atuou no Programa de Saúde da Família, em Santa Catarina, com enfoque em medicina preventiva e estilo de vida. Atualmente, é médico da Clínica Adventista Vida Natural, em Ibiúna, SP.

Fonte: Outra Leitura

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Richard Dawkins: Eu não posso estar certo de que Deus não existe

Ele é considerado como o ateu mais famoso do mundo, mas na noite passada o professor Richard Dawkins admitiu que não poderia ter certeza de que Deus não existe.


Ele disse o arcebispo de Canterbury, Dr. Rowan Williams, que ele preferia chamar-se agnóstico do que ateu.

Os dois homens faziam parte de um "diálogo" público na Universidade de Oxford no final de uma semana que viu amargo debate sobre o papel da religião na vida pública na Grã-Bretanha.

Na semana passada, baronesa Warsi, o presidente do partido Tory, alertou para uma onda de "secularismo militante" desafiar os fundamentos religiosos da sociedade britânica.

A discussão, no Sheldonian Sir Christopher Wren Teatro, atraiu a atenção de todo o mundo.

Além de serem retransmitidas para dois outros teatros, que foi transmitida ao vivo pela internet e promoveu um debate feroz sobre a rede social Twitter.

Fonte: The Telegraph

Nota: O "Devoto de Darwin" (apelido dado a Dawkins pela revista Veja) admite isso, mas escreve um livro intitulado Deus, um Delírio. Pura propaganda enganosa. [Michelson Borges]

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Mesa-Periódica: o jeito mais legal do mundo de aprender química

Theo Gray, um empresário norte-americano, decidiu montar em sua casa uma mesa que, além de ser uma tabela periódica, também apresenta amostras dos elementos químicos presentes na “cartela”.

O móvel dispõe de diversos compartimentos, nos quais Gray guarda as amostras que vai conseguindo. Elas se encontram nas mais variadas formas, que vão de balas de prata a piercings de nióbio. Algumas delas são bem complicadas de guardar, como é o caso do hidrogênio, por exemplo — por se tratar de um gás, Gray engarrafou uma pequena quantidade desse componente químico em um frasco de vidro.

Os elementos mais valiosos da coleção ficam guardados em um cofre, como é o caso do ouro, da prata e da platina, e é claro que os elementos radioativos não estão presentes na mesa.

Além disso, Gray também possui uma coleção respeitável de elementos químicos que não couberam nos compartimentos da mesa. Para dar inveja a qualquer professor de química!



Fonte: TecMundo

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Sobre homens, periquitos e liberdade - Parte II

A seguir, o amigo leitor, irá ler e meditar a segunda e última parte da reflexão "Sobre homens, periquitos e liberdade" escrito pelo meu amigo Gilvan (Navlig). O primeiro texto foi publicado em 22 de Maio de 2010, sendo até hoje, a quarta publicação mais lida deste blog com mais de 1.671 acessos. [Clique aqui para ler novamente a 1º parte desta reflexão] Espero que gostem da segunda e última parte do texto, assim como gostaram da primeira parte. Boa Leitura!

“E conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará”

Vários meses se passaram e Quiquito, o periquito, não voou... Não foi embora, apesar da porta da gaiola ficar aberta o tempo todo. A liberdade, que é de sua natureza, não foi a sua escolha.

Começávamos a supor que Quiquito não queria ou não percebia a oportunidade que tinha de ir embora, voar por aí, usufruir da liberdade.

Todos os dias, eu e meu filho, observávamos e a gente via que ele ainda permanecia lá, prisioneiro apenas de suas grades imaginárias...

O tempo foi passando... Até que um dia, ouvimos um barulho vindo da gaiola e corremos para ver. Ele desaparecera! Não estava mais lá! Felizes, pensamos inicialmente que havia voado. Mas, ao observarmos com cuidado, vimos várias penas espalhadas no fundo da gaiola e ainda pudemos ver o gato que pulava o murro e fugia com o nosso Quiquito entre os dentes para degustá-lo tranqüila e gostosamente em outro quintal.....

Diz um versículo bíblico que “o tempo e a oportunidade ocorrem a todos”. Penso que, como Quiquito, sempre temos as nossas. Oportunidades que Deus nos dar de recriarmos a nossa forma de ser e agir. Refazermos laços e criar outros relacionamentos. Perdoar e buscar o perdão.

Libertarmo-nos de prisões que muitas vezes só existem dentro de nós e também só podem ser quebradas por nós mesmos, com coragem, fé em Jesus e enfrentamento da dor e possíveis conseqüências, boas ou indesejáveis. Novamente a sabedoria do livro Sagrado, a Bíblia, aponta o caminho: “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”.

Contudo, essas chances e esse tempo de refazer e mudar, não são eternas, como não o foram para nosso falecido periquito. O tempo voa muito rápido e oportunidades podem não se repetir.

Lembre-se de que “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; Tempo de matar, e tempo de curar; Tempo de derrubar, e tempo de edificar; Tempo de chorar, e tempo de rir; Tempo de prantear, e tempo de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; Tempo de buscar, e tempo de perder; Tempo de guardar, e tempo de lançar fora; Tempo de rasgar, e tempo de coser; Tempo de estar calado, e tempo de falar; Tempo de amar, e tempo de odiar; Tempo de guerra, e tempo de paz”. (Eclesiastes 3:1-8)

Por: Navilg

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Estudo relaciona refrigerante diet a risco de infarto e derrame

Refrigerante diet em excesso eleva consideravelmente o risco de se ter um infarto ou derrame, segundo estudo que acompanhou adultos consumidores da bebida durante uma década.

A probabilidade de incidência de doenças coronárias entre aqueles que ingeriram refrigerante diet foi significativo: 44% maior do que os que não tomaram. Para detectar as diferenças entre os dois grupos, um deles bebeu drinques diet todos os dias.

Dos 2.564 adultos com idade média de 69 anos, 591 (homens e mulheres) sofreram um infarto ou um derrame ou morreram por causas cardiovasculares ao longo de dez anos.

Os autores, pesquisadores da Escola de Medicina Miller, da Universidade de Miami (EUA), salientam que não há provas de que os drinques sem açúcar são os responsáveis pelo quadro, mas sim que há uma associação entre beber muito refrigerante diet e desenvolver uma doença do coração.

Hannah Gardener, que participou do monitoramento, diz que quem bebeu refrigerante diet diariamente apresentou mais fatores de risco como pressão arterial elevada, diabetes e colesterol alto.

Ela lembra que a forma como a bebida diet interfere na saúde não está muito clara, e que mais estudos precisam ser feitos para entender essa relação.

A pesquisa foi publicada na versão on-line do "Journal of General Internal Medicine" de 27 de janeiro.

Fonte: folha

Saiba mais lendo: Refrigerantes com zero caloria não ajudam a emagrecer, dizem pesquisas, Refrigerante sem açucar diminui funções dos rins , Nutricionista lista os 10 piores alimentos para sua saúde

sábado, 18 de fevereiro de 2012

"Devoto de Darwin" não sabe título do livro do seu ídolo.

Mais humor por parte do militante ateu e ávido evolucionista Clinton Richard Dawkins. Se depois de ler e ouvir as palavras dele você ficar com alguma réstia de respeito por esse indivíduo, [é possível que você seja mais crédulo] do que parece. Se, por acaso, tentassem definir o que é a arrogância intelectual deslocada, não poderiam fazê-lo de melhor maniera do que pedir ao mais famoso ateu do mundo que dissesse quem é e quem não é cristão. O militante ateu Richard Dawkins anunciou triunfalmente que “um surpreendente número [de cristãos] não consegue dizer qual é o primeiro livro do Novo Testamento“. A transcrição da discussão [numa rádio] demonstra o quão embaraçoso foi o momento para Dawkins:

Fraser: "Richard, se eu lhe perguntasse qual é o título completo do livro A Origem das Espécies, estou certo de que você seria capaz de responder a isso."

Dawkins: "Sim, seria."

Fraser: "Então diga lá."

Dawkins: "A Origem das Espécies... uh... com... oh, Deus... A Origem das Espécies... Há um subtítulo em torno da preservação das raças favorecidas no combate... na luta pela vida."

Fraser: "Se você perguntasse às pessoas que acreditam na teoria da evolução o que eu lhe perguntei e apenas 2% das pessoas respondesse da forma correta, seria terrivelmente fácil para mim afirmar que elas, afinal, não acreditam na teoria da evolução. Portanto, não é justo você fazer esse tipo de perguntas."

Foi um minuto de ouro radiofónico. Para além de ser hilariante, foi bastante simbólico.

O que temos aqui, portanto, é o Richard Dawkins a demonstrar que não sabe o título integral do livro cuja obediência religiosa ele tão avidamente promove por todo o mundo.

Como já foi dito por várias pessoas, Dawkins é uma fraude intelectual de todo o tamanho. Esse tipo de comportamento não foi um lapso de memória temporário mas sim uma característica dele.

Esse indivíduo frequentemente finge ter conhecimento que ele obviamente não tem, e assume saber coisas que claramente não sabe. É precisamente por isso que ele evita debater com pessoas que estão cientes de sua arrogância intelectual e que facilmente poderiam ridiculariá-lo em publico.

É suficientemente mau que Dawkins não tenha sido capaz de dizer o título integral do livro que ele afirma ser o mais importante da história – logo depois de ter afriamdo que seria capaz de dizê-lo. Mas mais importante ainda: ele se esqueceu da parte do título que se refere ao mecanismo supostamente responsável pela evolução!

Lembre-se desse tipo de vergonha da próxima vez que um militante evolucionista vier com ares de superioridade intelectual e moral. Lembre-se disso sempre que alguém quiser citar Dawkins como algum tipo de “autoridade” científica no que toca a questões em torno da Biologia.

Entretanto, fica aqui o título integral do livro que Dawkins promove como sendo o mais importante da história humana, mas cujo titulo ele não sabe: On the Origin of Species by Means of Natural Selection, or the Preservation of Favoured Races in the Struggle for Life. [Sobre a Origem das Espécies por Meio da Seleção Natural ou a Preservação das Raças Favorecidas na Luta pela Vida.]

Obs: "Devoto de Darwin" foi um apelido dado pela revista Veja a Richard Dawkins.[Michelson Borges]



Fonte: Criacionismo

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

"Fomos Planejados - A Maior Descoberta Científica de Todos os Tempos"

No Web-book Fomos Planejados - A maior descoberta científica de todos os tempos, o Químico Dr. Marcos N. Eberlin [Atualmente é professor titular MS-6 da UNICAMP na qual coordena o Laboratório Thomson de espectrometria de Massas] discute então a questão maior: Qual a causa primeira da Vida e do Universo? E qual a sua melhor resposta científica! Ele, usando os conceitos de lógica e racionalidade que regem as teorias e interpretações científicas, apresenta as principais argumentações científicas e seus modelos para a origem da matéria e seus elementos químicos e espécies moleculares, e os organismos vivos.

Confronta assim os dois lados:

a) o paradigma predominante que envolve as Teorias da Evolução Cósmica, Química e Bioquímica e do Big Bang e
b) a proposta recente da Teoria do Design Inteligente e seus pressupostos.

Acompanhe então este web-book aqui, cadastre seu e-mail para receber a newsletter. Um compêndio sólido de evidências científicas que apontam para a conclusão que Fomos Planejados. E que esta é sem dúvida... A Maior Descoberta Científica de Todos os Tempos!

Fonte:
Olhar Cristão

Nota: E para conhecer mais sobre este excelente cientista cristão, é só dar um clique aqui, aqui, aqui, aqui e aqui. Estes são links das cinco postagens que fizemos sobre o referido autor neste blog.

Padre chama protestantes de "otários"


Esse mesmo padre ironiza os "irmãozinhos" adventistas por guardarem o sábado. Confira aqui.

Nota: Leia Hebreus 10:19-22; 4:15,16 e João 14:6 e note como a Bíblia nos incentiva a ter ousadia para ir até o Santíssimo, na presença de Deus. Em Mateus 11:28, Jesus convida: “Vinde a Mim...” Outros inúmeros textos bíblicos mostram um Deus acessível a quem podemos ir diretamente em oração, por meio do Deus Filho. O padre diz que a Igreja Católica não é orgulhosa, mas o que dizer de sua atitude de mudar a lei de Deus, conforme estava previsto em Daniel 7:25? É só comparar o catecismo com os dez mandamentos em Êxodo 20. Finalmente, com respeito à suposta intercessão dos santos, mencionada pelo padre, é só estudar o que a Bíblia diz sobre o estado do ser humano na morte para saber que eles, de fato, não podem interceder por ninguém (clique aqui para conferir). Se os salvos estivessem no Céu, como também pensam os evangélicos de modo quase geral, realmente não haveria motivo para pensar que eles não pudessem interceder pelos vivos. No entanto, como ensinam as Escrituras, os salvos estão dormindo no pó da Terra aguardando inconscientes a ressurreição no último dia, na volta de Jesus.[Michelson Borges]

Nova teoria para a origem da vida (eles não descansam)

[Meus comentários seguem entre colchetes. – MB] O prato da “sopa primordial” ficou bem menor: uma equipe de pesquisadores sugeriu, em artigo científico a ser publicado nesta terça-feira na revista PNAS, que a origem da vida celular não se deu na vastidão do oceano [será por que eles sabem que a água, por causa da despolimerização, seria o pior ambiente possível para o “surgimento” da vida?], mas sim em pequenas poças em terra [e os livros didáticos, como ficam agora?]. É consenso entre os cientistas que os seres vivos surgiram da combinação de certos elementos químicos, que produziram os “tijolos” de substâncias orgânicas dos quais eles são feitos [só que nenhum desses cientistas explica como isso aconteceu, dadas as tremendas probabilidades em contrário]. Esses ingredientes seriam as substâncias químicas dessa “sopa primordial” no mar. Essa forma de vida primitiva teria se isolado do ambiente, criado um metabolismo próprio para consumo de energia e a capacidade de se reproduzir [“criado um metabolismo próprio”?! Como é fácil resolver o assunto com palavras... Então, essa “forma de vida primitiva” – seja lá o que tenha sido – adicionou do nada informação complexa ao próprio sistema a fim de “criar” os intrincados mecanismos metabólicos dos quais dependia, mas não sabia disso antes?]. Pesquisadores da área se dividem entre os que acham que o metabolismo surgiu antes e os que acham que a capacidade de replicação veio primeiro. [Como essa forma de vida poderia se replicar sem metabolismo? E se não era capaz de se replicar, como pôde ser perpetuar sem se extinguir, fazendo com que a evolução nunca se processasse?]

Uma hipótese popular de um dos defensores do “metabolismo primeiro” foi criada por Mike Russel, hoje no Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa. Para ele, os precursores da vida surgiram no fundo dos oceanos, ao redor de jatos de água quente que surgem de fissuras ligadas à atividade vulcânica.

“Estávamos bem contentes [eles também estão contentes com o darwinismo e a abiogênese, mas dessas ideias eles não abrem mão de jeito nenhum] com a ideia da origem da vida no mar e nossas visões atuais ainda incorporam alguns traços da hipótese de Mike Russell”, disse à Folha o principal autor do estudo, Armen Mulkidjanian, da Universidade de Osnabrück, na Alemanha.

Mas os cientistas notaram discrepâncias entre as proporções de certas formas de elementos químicos no interior das células atuais dos seres vivos e em ambientes marinhos e terrestres em geral. É o caso de certos íons, átomos ou moléculas eletricamente carregados [só isso? Se continuarem a pesquisar e a abrir a mente, notarão muito mais discrepâncias entre a célula ultracomplexa sob seus microscópios e as teorias mirabolantes de uma origem “simples” que inviabilizaria a vida logo no seu “início”].

De acordo com o grupo, a proporção dos íons dentro das células de hoje reflete a composição do ambiente em que elas se formaram há bilhões de anos. As células atuais contêm os seus típicos íons graças a membranas permeáveis a alguns deles e a enzimas que transportam outros para dentro e para fora. Seria muito exagero sugerir que algo tão sofisticado já existisse nas células primitivas. [Estão chegando perto da verdade! Vão aceitá-la ou tropeçar nela, se levantar e fazer de conta que nada é nada? A célula, para existir como tal, dependia dessa membrana complexa, seletiva, mas como conceber a ideia de que essa complexidade estivesse presente no cenário darwinista primordial?]

Essas “protocélulas” devem ter evoluído em habitats com uma alta relação de íons positivos de potássio e sódio e concentrações altas de compostos de zinco, manganês e fósforo, dizem os pesquisadores. Segundo eles, essas condições químicas não teriam existido em ambientes marinhos, mas são compatíveis com zonas dominadas por vapor de sistemas geotérmicos.

A vida teria surgido em discretas poças ao lado de grandes gêiseres, como os do parque Yellowstone, nos EUA, e só depois os oceanos teriam sido colonizados, quando as condições permitiram.

Fonte: Folha.com

Nota do blog criacionismo: Resumindo: a célula depende de uma membrana seletiva que lhe possibilite aceitar a entrada de íons e compostos que não estariam disponíveis na água (então, adeus água e tudo o que aprendi quando era criança). Esses íons e compostos estariam presentes em poças ao lado de gêiseres. Conclusão: a célula “surgiu” ao lado de gêiseres. Voilá! Sinceramente, é muita imaginação (ou fé) e pouca evidência. E eu não tenho fé suficiente para ser naturalista.[Miclelson Borges]

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O preço da fama

Ele é cantor e compositor. Fez muito sucesso aqui no Brasil com suas músicas que arrastavam multidões. Canções de sua autoria são cantadas por Ivete Sangalo, Luan Santana, Banda Calypso, Bruno e Marrone e muitos outros.

Marquinhos Maraial sentiu na pele o que é ser famoso. Hoje ele tem um estilo de vida diferente, mas o preço de ser uma pessoa pública acompanhado de holofotes e muito dinheiro teve um preço em sua vida.

O jornal Conexão Novo Tempo entrevistou Maraial, um dos maiores compositores do Brasil.

Para falar sobre o assunto, o Conexão Novo Tempo também entrevistou a psicóloga Thais Souza, que falou sobre as consequências da fama para a saúde física e emocional.

[Ouça AQUI as entrevistas]

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

"Deus seja louvado"

[Era só o que faltava para acontecer] Em dezembro do ano passado, o procurador substituto do MPF em São Paulo Pedro Antonio de Oliveira notificou o Banco Central a apresentar defesa em representação por suposta “ofensa à laicidade da República Federativa do Brasil”. Em português claro, o procurador acionou o BC por manter o termo “Deus seja louvado” nas cédulas de Real. Aos olhos do procurador, tal registro na moeda nacional desrespeita o Estado laico e deve, portanto, ser banido das cédulas.

Diante da ação, o BC instaurou procedimento interno para tratar do caso e só na semana passada respondeu ao procurador. Em breves linhas, o banco lembra que, a exemplo da moeda, até a Constituição foi promulgada “sob a proteção de Deus”, e argumenta:

– A República Federativa do Brasil não é anti-religiosa ou anti-clerical, sendo-lhe vedada apenas a associação a uma específica doutrina religiosa ou a um certo e determinado credo.

O BC também alega que a representação do procurador padece de vício de origem, pois é atribuição do Conselho Monetário Nacional determinar as características gerais das cédulas e das moedas. O MPF analisa o que fazer.

Fonte: Veja

Por que o brasileiro lê pouco?

Dê um clique na imagem para ampliar!

Igreja Universal do Reino de Deus X Igreja Mundial do Poder de Deus



Não tive como não postar também este vídeo. Quase todo mundo está comentando este fato. Mas também não é para menos. Referente a pastores, eu já presenciei muitas apelações da parte deles com o objetivo de conquistar mais fiéis para suas igrejas, mas este novo ocorrido foi novidade para mim. Quanta criatividade destes pastores, héim?!

O blog de Lauro Jardim, do site da revista veja ajudou mais ainda a espalhar a novidade, leia a notícia a baixo!

Edir Macedo acaba de postar no YouTube um vídeo que vai gerar muita polêmica com Valdemiro Santiago, o seu maior adversário no meio evangélico. Valdemiro deixou a Universal há anos. Desde então, carrega vários pastores da igreja de Macedo – e, mais importante, tem roubado milhares de fiéis da concorrente.

Na imagem, Macedo aparece exorcizando uma mulher supostamente possuída pelo diabo. No diálogo, o “demônio” afirma ser da Igreja Mundial de Valdemiro e solta o verbo:

- Valdemiro é meu servo (…). Todos que estão lá dentro estão no pecado; se prostituindo; fumando. Muitas mulheres estão destruídas, (…) os homens traindo as mulheres.

Macedo, portanto, mostrou que sentiu o golpe e partiu para o confronto direto contra o concorrente. A briga promete.

Fonte: Veja

Minha nota: Na verdade e infelizmente, muitos cristãos são facilmente levados por estes líderes religiosos. Sabem por quê? Porque o povo de Deus não está mais estudando a Bíblia. Isso é verdadeiro - é um fato! Vão muito na direção de pastores, bispos, padres e líderes religiosos em geral. Claro que todos eles têm um papel importante na caminhada rumo à nova Canaã Celestial, mas como disse antes, estão esquecendo a verdadeira fonte: A palavra de Deus! [FN]

Nota do jornalista Michelson Borges: Não faltava mais nada! Agora, para atacar um oponente que lhe está roubando fieis (e muito dinheiro, claro), o "bispo" Macedo usa o "diabo" para colocar medo em seus seguidores e para denegrir ainda mais o ex-aliado. Direta ou indiretamente, o diabo ri de tudo isso. Mesmo essa encenação grosseira serve aos propósitos do maligno, já que ajuda a arranhar um pouco mais a imagem já avacalhada do cristianismo. Macedo e sua trupe nos forçam a pedir desculpas em nome dos cristãos que ainda procuram levar a sério os ensinamentos de Jesus - Ele que não perdia tempo batendo papinho com o diabo. Me pergunto até quando Deus terá paciência com esses lobos vestidos de ovelha.

domingo, 12 de fevereiro de 2012

A influência religiosa da Rede Globo

Você sabe o que é comemorado no dia 2 de fevereiro? Eu não sabia até este ano. Desde 1923, esse dia é celebrado por milhares na Bahia e, somente no bairro do Rio Vermelho, cerca de 500 mil pessoas renderam sua homenagem à Iemanjá. Mesmo sendo uma grande tradição para os baianos, acho que eu não saberia o que essa data representa se não estivesse assistindo ao Bom Dia Brasil, telejornal da Rede Globo, no dia mencionado. Até aí tudo bem, pois fazer a cobertura de um evento que atrai tantas pessoas é normal. Além do mais, cada um tem liberdade para expressar sua crença. O que me causou estranheza foi o fato de o repórter global fazer uma oferenda ao vivo para a “Rainha do Mar”.[1] Logo a emissora que diz ter como um de seus princípios editoriais[2] no jornalismo a busca da isenção. Diversos programas da Rede Globo possuem conteúdo tendencioso, mas ainda permanecia a impressão de que o jornalismo buscava a isenção da notícia. Parece que não mais.

Para completar, logo após o telejornal, me deparei com Ana Maria Braga iniciando seu programa Mais Você, direto da praia.[3] A produção da emissora deslocou a apresentadora e toda uma equipe para a praia de São Conrado, para mais uma homenagem, ao vivo, à Iemanjá. Ana Maria fez questão de deixar sua oferenda no mar e contou uma das lendas sobre o orixá. Mais tarde, em seu estúdio, ensinou como fazer uma homenagem de casa mesmo, para quem não mora perto do mar.[4]

Seja qual for a história que gerou a crença, de concreto, ficam as imagens de pessoas em grandes filas enviando ao mar presentes como espelhos, flores, perfumes, alimentos, entre outros, que, segundo o povo, são as coisas preferidas da divindade, que na cultura africana é a mãe de todos os orixás. Na Bahia, por influência da Iara Indígena, ganhou a forma de uma sereia vaidosa, ciumenta e que adora presentes. Muitos ainda a associam à Maria, mãe de Jesus.

Depois de avaliar todo o cenário e testemunhar como a emissora – que não economiza nas atrações recheadas de confusão religiosa – deu tanto destaque ao dia de Iemanjá, cheguei a algumas conclusões:

- A Globo está enveredando cada vez mais para o mundo religioso, mas, como uma verdadeira “Babilônia” (que na Bíblia representa confusão), não acrescenta nada de realmente proveitoso para a vida espiritual das pessoas. E o jornalismo que antes buscava ter certa isenção na notícia, agora, infelizmente, está cada vez mais tendencioso.

- O tal “sincretismo religioso”, assim como o ecumenismo, tão admirado por muitos, está levando a uma confusão espiritual que com certeza está em desacordo com a Bíblia. Os que não querem fazer parte desses movimentos, tentando usar também da tal liberdade religiosa, são tidos como “radicais”.

- O espiritismo moderno, que agora está totalmente em destaque, é um movimento relativamente recente, datado de 1848.[5] Há poucos anos, não era aceito como hoje em dia e era até mesmo temido pela grande maioria. Ainda me lembro de que, quando era criança, meus amigos e eu temíamos o assunto e não poucas vezes íamos dormir com medo das histórias de conversas com os “mortos”.

O autor Uriah Smith (1832-1903), sobre a sexta praga de apocalipse 16, comenta: “Outro acontecimento digno de nota sobre essa praga é a saída dos três espíritos imundos a fim de congregarem as nações para a grande batalha. O movimento espalhado por todo o mundo, conhecido por espiritismo moderno, é, em todo sentido, um meio apropriado para a realização dessa obra” (As Profecias do Apocalipse, p. 310).


Respeito muito as pessoas que seguem o espiritismo. São excelentes cidadãos, pessoas amorosas e caridosas. Mas a Palavra de Deus – ainda que alguns busquem nela artifícios para apoiar suas teorias – é bem clara sobre o assunto:

“Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti” (Deuteronômio 18:10-12).

“Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento” (Eclesiastes 9:5).

“Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma” (Eclesiastes 9:10).

(Lucila Tiujo dos Reis é jornalista em Curitiba, PR)

Referências:

[1] http://g1.Globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2012/02/fieis-ofertam-presentes-iemanja-no-mar-de-salvador.html
[2] http://g1.globo.com/principios-editoriais-das-organizacoes-globo.html
[3] http://maisvoce.Globo.com/videos/t/programas/v/ao-vivo-da-praia-de-sao-conrado-ana-maria-faz-homenagem-a-iemanja/1794722/
[4] http://maisvoce.Globo.com/videos/t/programas/v/ana-maria-ensina-a-homenagear-iemanja-dentro-de-casa/1794731/
[5] http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/movimento/a-historia-do-espiritismo.html

Fonte: Criacionismo

sábado, 11 de fevereiro de 2012

A fórmula da Coca-Cola e a experiência deste refrigerante com a carne

Na verdade, a fórmula “secreta” da Coca-Cola se desvenda em 18 segundos em qualquer espectrômetro-ótico. Só que não dá para fabricar igual, a não ser que você tenha uns 10 bilhões de dólares para brigar com a Coca-Cola na justiça.

A fórmula da Pepsi tem uma diferença básica da Coca-Cola e é proposital exatamente para evitar processo judicial. Não é diferente porque não conseguiram fazer igual não, é de propósito, mas próximo o suficiente para atrair o consumidor da Coca-Cola que quer um gostinho diferente com menos sal e açúcar.

Tire a imensa quantidade de sal que a Coca-Cola usa (50mg de sódio na lata) e você verá que a Coca-Cola fica igual a qualquer outro refrigerante de cola, adocicado e enjoado.

É exatamente o Cloreto de Sódio em exagero (que eles dizem ser “very low sodium”) que refresca e ao mesmo tempo dá sede em dobro, pedindo outro refrigerante, e não enjoa porque o tal sal mata literalmente a sensibilidade ao doce, que também tem de montão: 39 gramas de “açúcar” (sacarose).

Ou seja, dos 350 gramas de produto líquido, mais de 10% é açúcar. Imagine numa lata de Coca-Cola, mais de 1 centímetro e meio da lata é açúcar puro… isso dá aproximadamente umas 3 colheres de sopa cheias de açúcar por lata. [ Visualize isso clicando aqui.]

Fórmula da COCA-COLA

Simples: Concentrado de Açúcar queimado – Caramelo – para dar cor escura e gosto; ácido ortofosfórico (azedinho); sacarose – açúcar (HFCS- High Fructose Corn Syrup – açúcar líquido da frutose do milho); extrato da folha da planta COCA (África e Índia) e poucos outros aromatizantes naturais de outras plantas, cafeína, e conservante que pode ser Benzoato de Sódio ou Benzoato de Potássio, Dióxido de carbono de montão para fritar a língua quando você a toma e junto com o sal dar a sensação de refrigeração.

O uso de ácido ortofosfórico e não o ácido cítrico como todos os outros usam, é para dar a sensação de dentes e boca limpa ao beber, o ácido fosfórico literalmente frita tudo e em quantidade grande pode até causar decapamento do esmalte dos dentes, coisa que o ácido cítrico ataca com muito menos violência, pois o ácido fosfórico “chupa” todo o cálcio do organismo, podendo causar até osteoporose, sem contar o comprometimento na formação dos ossos e dentes das crianças em idade de formação óssea, dos 2 aos 14 anos.

Só como informação geral, é proibido usar ácido fosfórico em qualquer outro refrigerante, só a CC tem permissão… (claro, se tirar, a CC ficará com gosto de sabão).

O extrato da coca e outras folhas quase não mudam nada no sabor, é mais efeito cosmético e mercadológico, assim como o guaraná, você não sente o gosto dele, nem cheiro, (o verdadeiro guaraná tem gosto amargo) ele está lá até porque legalmente tem que estar (questão de registro comercial), mas se tirar você nem nota diferença no gosto.

O gosto é dado basicamente pelas quantidades diferentes de açúcar, açúcar queimado, sais, ácidos e conservantes.

Fonte: Quimicalizando

Nota: Esta semana realizei um experimento simples com coca-cola e um pedaço de carne. Peguei um copo cheio de Coca-Cola e coloquei um pedaço de carne (crua mesmo) dentro do referido refrigerante. Deixei por dois dias dentro da geladeira. Olhe o resultado deste experimento:

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Na Mira da Verdade

Nota: Eu recomendo este material, pois é muito bom, ótimo, excelente! O Na Mira da Verdade - programa exibido na TV Novo Tempo - preparou uma série de respostas bíblicas a algumas das perguntas mais frequentes encaminhadas ao programa.

Com esse material você poderá estudar certas questões complexas da Bíblia. Também terá a oportunidade de presentear a familiares e amigos e motivá-los a ter um encontro íntimo com as Escrituras e, consequentemente, com o Autor delas.

Temas:

1. Imortalidade da alma
2. Sábado
3. Santuário
4. Ellen White
5. Trindade
6. Dom de Línguas
7. Milênio
8. Arrebatamento secreto
9. Humanidade de Cristo
10. Predestinação

Extras:
Aprenda a defender as verdades bíblicas.
Aproximadamente 210 min.

ADQUIRA JÁ O SEU!

Além do preço promocional de R$11,99 cada, adquirindo este material para Evangelismo, você terá um desconto á partir de 31 peças pagando apenas R$8,99 por DVD!

Ligue 0300 789 11 11 (custo de ligação local) ou acesse este site: www.novotempo.com

Atenção: Promoção Válido até Dia 24/02/2012

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

PMs na Bahia em greve e Exército se enfrenta na Assembleia Legislativana Bahia

Fonte: Nani Humor

Sobre a charge: Manifestantes entram em confronto com policiais na Assembleia na Bahia

Vídeo dá motivos suficientes para você abandonar de vez o consumo de fast food

Quem vive uma rotina agitada (ou tem um baixo orçamento), sabe que muitas vezes a única forma de se alimentar é recorrer ao fast food e comidas processadas. Caso você tenha esse hábito e pretenda mudá-lo, o vídeo que dá uma prévia do projeto M2A: The Fantastic Voyage vai lhe dar todos os motivos necessários para seguir em frente nesse objetivo.

A produção usa uma câmera em fórmula de cápsula capaz de registrar imagens da comida desde o momento ela entra pela boca, passa pelo sistema digestivo e finalmente tem seus restos descartados através do ânus. Para a demonstração, foi registrada a viagem de uma mistura nada saudável: macarrão instantâneo, Gatorade e ursinhos de gelatina.



O medicamento sintético usado para os experimentos também capaz de registrar o tempo exato da viagem e medir a pressão e o pH do trato gastrointestinal. Segundo a responsável pelo projeto, a artista Stefani Bardin, o objetivo é “apresentar informações não vistas ou muitas vezes veladas sobre nosso sistema digestivo de maneiras inesperadas, para que assim o público tenha a maior quantidade de dados possíveis para escolher de maneira consciente os alimentos que consome”.

Fonte: TecMundo

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Menina de 10 anos descobre nova molécula acidentalmente

Clara Lazen é a descobridora da “tetranitratoxicarbono”, uma molécula composta de oxigênio, nitrogênio e carbono. A molécula tem algumas propriedades interessantes – embora ainda teóricas – que vão desde o uso como um explosivo até o armazenamento de energia. Clara Lazen está listada como a coautora de um artigo recente sobre a molécula. Só que Clara tem 10 anos!

Kenneth Boehr é professor de ciência de Clara em Kansas, EUA. Um belo dia, ele distribuiu os habituais modelos de bolas e pauzinhos utilizados para visualizar moléculas simples para sua classe de quinta série. A minigênia Clara colocou os átomos de carbono, nitrogênio e oxigênio juntos de uma forma particular complexa, e perguntou a Boehr se ela tinha feito uma molécula real. Para sua surpresa, Boehr não tinha certeza. Ele fotografou o modelo e enviou-o para um amigo químico, que o identificou como um produto químico totalmente novo, mas também totalmente viável.

O composto tem a mesma fórmula de um outro existente, mas os átomos estão “arranjados” de maneira diferente, por isso se qualifica como uma molécula única, até então nunca descoberta. Ela não existe na natureza, por isso teria que ser sintetizada em laboratório, o que leva tempo e esforço. Então, por enquanto, a solução foi o amigo de Boehr, Robert Zoellner, escrever um artigo sobre a molécula, listando Clara como coautora.

Boehr disse que a descoberta e posterior publicação do artigo incitou um novo interesse em ciência e química na sua escola – e Clara parece particularmente feliz, afirmando estar agora muito mais interessada em biologia e medicina.

Fonte: hypescience

Nota do leitor Cesar A. Grossmann: "Adorei a história! A criança brincando sem regras com as peças representando uma molécula, o professor com humildade reconhecendo que não conhecia aquela molécula e, em vez de dizer “isto não existe”, procurou ajuda com um especialista, e o especialista olhando para a molécula sem preconceito por que tinha sido feita por uma criança de 10 anos que não sabe quase nada sobre leis de ligação química.

Quantas descobertas e quantos talentos, quantas mentes inteligentes e inquisidoras não são jogadas no lixo por professores despreparados para lidar com a curiosidade das crianças e incapazes de reconhecer a própria ignorância com humildade e pesquisadores arrogantes que não dão valor a nenhum papel que não tenha sido feito por um Ph.D.?

Mais uma vez, excelente notícia, valeu meu dia esta reportagem!"

Qualidade do ensino brasileiro ainda deixa a desejar

Nos últimos anos o Brasil conseguiu superar vários desafios educacionais, mas o desafio da qualidade de ensino ainda não está superado.

Estatísticas apontam que no país, entre as populações vulneráveis, 11% dos jovens que concluíram o ensino médio não aprenderam o mínimo esperado em matemática e 26% em língua portuguesa.

Para falar mais sobre a qualidade da educação brasileira o jornal Conexão Novo Tempo entrevistou Priscila Cruz que é coordenadora do movimento Todos pela Educação.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Qual o segredo dos hambúrgueres e das batatas fritas do Mc Donalds? Por que elas não se decompõem?

Todo mundo sabe que se você quer uma refeição saudável não irá comer os hambúrgueres do Mc Donald’s, não é mesmo?

A mais recente descoberta pela “grande mídia” (engraçado como a mídia demora pra descobrir coisas que já estão na cara faz tempo...) é que o MacLanche Feliz da Mc Donald’s, composto por hambúrgueres e batatas fritas não vai se decompor, mesmo se você deixá-los fora da geladeira por seis meses - ver fotografia que está a cima (ou doze meses). Esta história foi noticiada pela CNN, Washington Post e muitos outros estabelecimentos de mídia corporativa que se mostraram surpreendidas ao ver que “junk food” de cadeias de fast-food não se decompõem.

A artista Sally Davies, de Nova Iorque, criou um projeto bastante curioso, espantoso e revelador chamado Happy Meal (refeição feliz). No dia 10 de abril de 2010, Sally comprou um hambúrguer e uma porção de batatas fritas, colocou-os na mesa de sua sala e decidiu deixá-los lá, só pra “ver o que acontece”. Desde então, ela tem tirado foto do prato todos os dias. O resultado é muito surpreendente. Desde a data da compra, o prato está sobre a mesa dela, sem nada por cima. O que aconteceu? Incrivel, nenhum inseto, nem mofo, nem cheiro, nada ocorreu. Veja as fotos desta experiência aqui e confira quantos dias duraram esta observação!

Já neste outro experimento, um estagiário, no sul da Califórnia, resolve fazer um teste com os hambúrgueres e as batatas do Mc Donalds. Então, confira aqui esta experimentação registrado em um vídeo e confira também quanto tempo essas guloseimas demoram pra embolorar e/ou estragar e se surpreenda novamente!

Fica a pergunta: por que o hambúrguer e as batatas fritas de fast-food como o do Mc Donald’s não se decompõe?

A primeira resposta que vem a cabeça é “Bem, eles devem ser feitos com tantos produtos químicos que nem mesmo os fungos irão comê-los.” Embora isso seja parte da resposta, esta não é toda a história.

A verdade é que muitos alimentos processados não se decompõem e não serão comidos por fungos, insetos ou até mesmo roedores ou baratas . Tente deixar um pote de margarina fora no seu quintal e veja se será comido. Você verá que a margarina parece também ser imortal!

Batatas fritas podem durar décadas e pizzas congeladas são notavelmente resistentes à decomposição.

Com as carnes, o principal motivo de elas não se decomporem é pelo seu alto teor de sódio. O sal é um ótimo conservante, como os primeiros seres humanos já sabem há milhares de anos. Os hambúrgueres de carne do Mac são absolutamente carregados com o sódio – tanto que eles qualificam como carne “preservada”, antes mesmo de levar em conta os produtos químicos que você pode encontrar na carne.

Para mim não há muito mistério sobre a carne não se decompor. A real questão é porque os pãezinhos não mofam? Essa é a parte realmente assustadora, já que o pão saudável começa a mofar dentro de poucos dias. O que poderia ter nos pães de hambúrguer do Mc Donald’s que repelem a vida microscópica por mais de duas décadas?

Como vocês verão, a não ser que você seja um químico você provavelmente não poderá nem mesmo ler os ingredientes em voz alta. (Nota: Eu não consegui achar no site brasileiro do Mc’Donald’s a lista completa de ingredientes do pão):

Farinha enriquecido (farinha de trigo branqueada, farinha de cevada maltada, niacina, ferro reduzido, mononitrato de tiamina, riboflavina, ácido fólico, enzimas), água, xarope de milho rico em frutose, açúcar, fermento, óleo de soja e/ou óleo de soja parcialmente hidrogenado, contém 2% ou menos do seguinte: sal, sulfato de cálcio, carbonato de cálcio, glúten de trigo, sulfato de amônia, cloreto de amônia, condicionadores de massa (estearoil lactilato de sódio, DATEM, ácido ascórbico, azodicarbonamida, mono e diglicerídeos, monoglicerídeos etoxilados, fosfato monocálcico, enzimas , goma guar, peróxido de cálcio, farinha de soja), lecitina de soja, propionato de cálcio e propionato de sódio (conservantes).

Grande coisa, hein? Você deve particularmente adorar o xarope de milho rico em frutose (diabetes, alguém?), óleo de soja parcialmente hidrogenado (vai aí uma doença cardíaca?) E a longa lista de produtos químicos como o sulfato de amônia e de sódio proprionato. Hummm. Estou salivando só de pensar nisso.

Agora aqui é a parte verdadeiramente chocante sobre tudo isso: Na minha opinião, a razão pela qual nada vai comer pão de hambúrguer de Fast-food (exceto um ser humano) é porque não é comida!

Nenhum animal normal vai ver o pão de hambúrguer do Mc Donald’s como alimento, e como se constata, nem as bactérias ou fungos. Para os seus sentidos, o material apenas não é comestível. É por isso que esses pães de hambúrguer biônico nunca irão se decompor.

E isto me leva ao meu ponto final sobre esta cômica distração: Existe uma única espécie no planeta Terra que é “inteligente” o suficiente para pensar que um hambúrguer do Mac é comida. E esta mesma espécie está sofrendo de elevadas taxas de diabetes, câncer, doenças cardíacas, demência e obesidade. Se alega que esta espécie seja a espécie mais inteligente do planeta, mas ainda assim ela se comporta de uma maneira imbecil que alimenta seus filhos de produtos químicos venenosos e de tal abomináveis produtos que não são alimentos, mesmo que nem fungos irão comê-los (e fungos comem até esterco de vaca, para sua informação).

Você conseguiu adivinhar de qual espécie estamos falando?

Fontes: Blog ideias, Pense um Pouco e Youtube

Leia também a matéria: Nutricionista guarda Mc Lanche Feliz por um ano; veja o poder dos conservantes

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Programa 96 Gospel na 96FM - II

PROGRAMA 96 GOSPEL

Todos os domingos a partir das 08 horas da manhã na 96,3 FM em Guanambi-BA.
Se preferir, poderá ouvir pelo site da emissora no: www.guanambifm.com.br

LEMBRE-SE: "... A fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." (Rom 10:17)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Ciência comprova: açúcar envelhece

Doces podem ser a salvação para o mau humor e, principalmente, para os momentos de tristeza. O problema é que o açúcar pode ser um vilão em vários momentos, ainda mais quando falamos sobre envelhecimento. Uma pesquisa realizada em parceria entre a Universidade de Leiden (Holanda) e o instituto de pesquisas Unilever (Reino Unido) está sendo publicada para mostrar isso.

Foram selecionados 569 voluntários saudáveis para os estudos, sendo então separados em três grupos – de acordo com o nível de concentração de açúcar no sangue após as refeições. Também foram chamadas 33 pessoas diabéticas para a pesquisa, que geralmente possuem taxas elevadas de glicose.

Para finalizar, 60 pessoas foram convocadas para analisar fotografias dos mais de 600 voluntários e tiveram de responder quais eram os mais velhos – vale dizer que todos tinham idades semelhantes. A média das respostas mostrou: quanto mais glicose concentrada no sangue, mais rápido acontece o envelhecimento.

Segundo publicado pela revista New Scientist, o envelhecimento da pele acontece em cerca de cinco meses para cada 0,18 gramas por litro de sangue. O jornal HindustanTimes foi além: eles entrevistaram cientistas que afirmaram as razões para isso. A concentração de açúcar interfere na produção de colágeno, fazendo com que a pele seja menos rejuvenescida.

Leia também a matéria: Cientistas querem acabar com os doces


Fonte: TecMundo

Criacionismo nas escolas: tendência mundial?

Os defensores do criacionismo estão agindo para difundir seus preceitos. Nos EUA, às vésperas do 203º aniversário de nascimento de Charles Darwin, parlamentares estão tomando medidas para limitar o ensino da teoria da evolução em escolas públicas. Enquanto o criacionismo defende que o mundo foi criado por uma força sobrenatural, associada pelos religiosos a Deus, a teoria darwinista defende que as espécies foram evoluindo através da seleção natural. Este processo significa que os mais fortes sobrevivem e com a combinação de seus genes geram filhos mais fortes. Assim, cada geração é mais forte que a anterior, e os fracos da espécie são extintos. Muitos ligam o ensino desse pensamento a conceitos de ateísmo, segundo o Urban Christian News.

O norte-americano republicano Jerry Bergevin, por exemplo, associa o ensino da teoria da evolução às atrocidades de Hitler e à falta de respeito aos direitos humanos em países como a União Soviética, Cuba, os nazistas e a China atual. Segundo sua declaração à publicação Concord Monitor, a ideia evolucionista “é uma visão de mundo que não contempla Deus. O ateísmo tem sido tentado em várias sociedades e tem induzido a crimes de desrespeito aos direitos dos cidadãos”.

Diversas organizações de ateus vêm pedindo a retirada dos projetos de lei contra o evolucionismo. David Silverman, presidente da organização American Atheists (Ateus Americanos, em tradução livre), tem chamado os defensores do criacionismo de “fanáticos, ignorantes e até irritantes”.

No Brasil, onde o evolucionismo é ensinado em larga escala nas escolas, o criacionismo já está crescendo e ocupando um espaço maior nos livros didáticos. Essa é a opinião do professor de Novo Testamento do Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper e chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie, reverendo Augustus Nicodemus. De acordo com entrevista concedida por ele ao site Origem e Destino, “as igrejas precisam promover mais encontros e eventos para debater o assunto e dissipar os mitos em torno tanto do evolucionismo quanto do criacionismo”.

Para o reverendo, os jovens cristãos muitas vezes não têm fundamentos sólidos para responder aos ataques de ateus e evolucionistas nas salas de aula e principalmente nas universidades. “Não é de admirar que muitos jovens evangélicos percam a fé quando entram na universidade, onde são confrontados com uma visão de mundo evolucionista, naturalista e ateia”, diz.

Um dos poucos argumentos que unem fé e ciência é a teoria do “design inteligente”, que afirma a existência de uma “mente inteligente” por trás de cada aspecto da vida, particularmente nas informações contidas nas moléculas de DNA das células.

Baseado em sua experiência pessoal, Nicodemus afirma que o fato de saber que é um ser humano criado à imagem do Criador do universo faz toda a diferença. “Entre outras coisas, me traz uma base epistemológica para apreciar e defender os valores como o amor ao próximo, a misericórdia e o perdão, a bondade, a busca da paz e da justiça e da defesa da vida humana e do meio ambiente”, conclui o estudioso.

Fonte: Christian Post

Nota: A forma como essa questão vem sendo tratada nos EUA não ajuda muito. Lá, o assunto é carregado de sabor político e a controvérsia chega até mesmo aos tribunais. Os criacionistas não têm que lutar para que o evolucionismo seja banido das salas de aula. A evolução é uma teoria científica e deve ser tratada como tal. Os alunos precisam conhecê-la, afinal, mesmo que se discorde dela, ela faz parte da história da ciência. Aliás, quando alguém diz que discorda da teoria da evolução, precisa deixar claro de que discorda na teoria. Se disser que discorda da seleção natural e da microevolução, estará sendo anticientífico e cairá em descrédito. Portanto, precisa deixar bem claro que discorda da macroevolução e do viés filosófico da teoria, o naturalismo. Isso ajudará no diálogo. Veja, por exemplo, a enquete que vem logo abaixo do texto acima:

(1) “O evolucionismo e as teorias darwinistas devem ser ensinadas, pois a maioria dos cientistas é partidária do evolucionismo”;

(2) “O criacionismo deve ser ensinado, pois ele condiz com os preceitos da Bíblia”;

(3) “As duas teorias devem ser ensinadas, pois uma complementa a outra.”

Eu não votaria em nenhuma opção, ou melhor, votaria na primeira, mas não pelo motivo apresentado. Não votaria na segunda, porque são poucos os professores capazes de ensinar criacionismo sem distorcê-lo (além do que o fato de condizer com a Bíblia não se constitui no melhor motivo para ensiná-lo, especialmente em aulas de ciência). E não votaria na terceira opção, pois não creio que uma teoria “complemente” a outra. Na verdade, creio que o mais correto seria ensinar um darwinismo crítico, apontando as insuficiências do modelo e suas nuances filosóficas. E se for para ensinar criacionismo bíblico, que seja nas aulas de religião por professores devidamente preparados.[Michelson Borges]

Cresce número de cientistas desconfiados do darwinismo

Recentemente [no blog Uncommon Descent], temos visto James Shapiro, um geneticista molecular não darwinista e autor do livro Evolution: A View from the 21st Century, debater com teóricos e pesquisadores do Design Inteligente. Eis uma resenha [de dez páginas] de sua obra, escrita por Adam Wilkins, um expoente biólogo do Reino Unido e ex-editor do journal BioEssays, publicada no Genome Biology and Evolution (24 de janeiro de 2012). Wilkins admite algo que todo mundo sabe, mas que alguns darwinistas convictos como ele irão admitir de verdade: um crescente grupo de cientistas, especialmente aqueles da biologia molecular, biologia do desenvolvimento ou genética do desenvolvimento, e da microbiologia não está convencido do suposto poder da seleção natural de Darwin em criar o mundo de vida que nós vemos:

“... o argumento sustentado no livro de que a importância da seleção natural para a evolução tem sido imensamente exagerada representa um ponto de vista que tem um grupo crescente de adeptos. (Alguns meses atrás, fiquei surpreso de ouvir isso expresso, nos termos mais contundentes, de outro microbiólogo muito eminente.) Minha impressão é de que a biologia evolucionária está cada vez mais se separando em dois campos, divididos justamente sobre essa questão. De um lado, estão os geneticistas de população e os biólogos evolucionários que continuam a acreditar que a seleção tem um papel ‘criador’ e crucial na evolução, e, de outro lado, há um grupo crescente de cientistas (a maioria deles que entraram na evolução vindo da biologia molecular, da biologia do desenvolvimento ou da genética de desenvolvimento e a da microbiologia) que a rejeitam.”

Ele pensa que isso ainda não seja uma crise de paradigma a la Thomas Kuhn.

O resto da resenha é interessante, especialmente sua defesa da seleção natural:

“Os argumentos da evidência paleontológica a favor da importância da seleção natural dizem respeito, na sua maioria, às tendências de mudanças morfológicas de longo tempo, que são visíveis em muitas linhagens. É difícil imaginar o que mais, a não ser que a seleção natural pudesse ser responsável por tais tendências, a menos que alguém invoque forças sobrenaturais ou místicas tais como a muito popular, mas definitivamente desacreditada, força da ‘ortogênese’.”

Considere o que isso significa: a verdadeira razão em colocar Darwin somente [como explicação] – em oposição a qualquer outra maneira pela qual a evolução possa ocorrer – é que de outro modo nós devemos invocar o sobrenatural? Alguém pode se perguntar o que todos esses cientistas que rejeitam “Darwin somente” pensam disso.

Nosso velho amigo Larry Moran pensa que deriva genética é importante na evolução. (Eu te peguei! Um católico no armário!) Lynn Margulis, famosa por causa da endosimbiose? (Oh, você sabe o que eles dizem dela...) E o próprio Shapiro? (Eu ouvi dizer que ele vai a reuniões secretas com...)

Finalmente, as pessoas que querem ouvir a si mesmas pensam que elas têm que dizer o suficiente. A evidência é importante. A falta de evidência é importante. A liberdade de pensar é importante. E a evolução não é sobre proteger a posição do lobby de Darwin vs. Deus.

Fonte: Desafiando a Nomenklatura Científica

Nota de Michelson Borges: A Nomenklatura científica já tomou conhecimento do poder epistemológico das teses de Shapiro (um cientista evolucionista não darwinista) nesse livro, que só falta dizer: uma iminente e eminente mudança paradigmática em biologia evolucionária já se faz necessária.

Você não vai ler sobre essas questões de ceticismo sobre a eficácia da seleção natural em sites de ciência como o HypeScience, em outros blogs científicos, muito menos nas publicações de divulgação científica como o JC E-Mail (órgão da SBPC), Ciência Hoje, Galileu, Superinteressante e os jornais e revistas como a Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Globo, Veja, Época.

Por que esses grandes veículos midiáticos não abordam temas assim? Por que, hein? É porque quando a questão é Darwin, é tutti cosa nostra, capice?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails