quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Procuradoria da República pede a ‘anulação’ do Enem

Já virou rotina. Pelo terceiro ano consecutivo, o Ministério da Educação exerceu sua tradicional incompetência na organização do Enem com a máxima competência. A prova de 2011, aplicada no último fim de semana, reproduziu questões de um simulado aplicado duas semanas antes num colégio de Fortaleza.

Acionado, o procurador da República Oscar Costa Filho, lotado na capital cearense, decidiu enviar um ofício ao MEC antes de tomar providências judiciais. Para Oscar Filho, o governo precisa acionar a Polícia Federal para identificar os responsáveis. De resto, o procurador pede a anulação do Enem.

Em Brasília, o ministério “gerido” pelo petê Fernando Haddad admitiu que sua prova contém questões do simulado cearense. Na conta da Procuradoria, as questões repetidas somam 13. Na soma do MEC, nove são idênticas. As outras são similares. Antecipando-se à requisição do Ministério Público, o ministério diz ter requerido uma investigação da PF.

O procurador Oscar Filho pede a anulação do Enem em todo Brasil. O ministério não parece disposto a atender. Por ora, admite-se apenas a hipótese de obrigar os 630 alunos do colégio que aplicou o simulado “premonitório” a refazer a prova.

Fonte: blog do Josias

Nota: Leia a matéria completas no G1 Ceará e veja também quais foram as questões reproduzidas três semanas antes da prova do Enem. [FN]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails