terça-feira, 22 de março de 2011

Os biólogos evolucionistas estão realmente preparados para a Síntese Evolutiva Ampliada?

Daniel Brooks vem vivendo com a controvérsia desde 1982, quando suas ideias apareceram em um trabalho acadêmico, e depois em 1986 quando ele foi co-autor de um livro junto com Ed Wiley, intitulado Evolution as Entropy [Evolução como entropia]. Ao mesmo tempo em que promovia a ideia de que a diversificação evolucionária era para ser entendida como inevitável porque isso representa um aumento na entropia, ele também argumentou que a teoria proposta era uma alternativa ao neodarwinismo (amplamente conhecido como a Nova Síntese). Em um comentário na revista Science, Lewin (1982) explicou que:

“Reações à proposta t^em sido variadas e frequentemente bem fortes. Alguns consideram a teoria como sendo um insight brilhante que irá avançar a biologia evolucionária imensuravelmente. Outros a rejeitam veementemente como sendo um ataque infundado ao neodarwinismo. Curiosamente, mesmo assim outros a consideram como sendo nada mas o próprio neodarwinismo traduzido em forma incompreensível. Outros ainda, sustentam que o uso de Brooks e Wiley da termodinâmica do não equilíbrio é insustentável neste contexto.” [Continue lendo aqui.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails