sábado, 11 de dezembro de 2010

Jerry Coyne, honestamente, 'falou e disse': quase nenhuma pesquisa evolucionária é repetida por outros pesquisadores

“Eu sou inclinado a concordar com Lehrer sobre pesquisas no meu próprio campo de biologia evolucionária. Quase que nenhuma das descobertas são replicadas, há um prêmio em publicar resultados positivos, e, diferente de algumas outras áreas, as descobertas em biologia evolucionária, necessariamente, não se constroem uma em cima da outra: os pesquisadores geralmente não têm que repetir o trabalho de outras pessoas como base para o seu próprio trabalho. (Eu estou falando, na maior parte, de trabalho experimental, não de coisas como estudos de fósseis transicionais.) O mesmo para a ecologia. Mas, isso não quer dizer que tudo seja arbitrário. Eu estou bem certo, por exemplo, que a razão por que os híbridos interespecíficos na Drosophila são estéreis enquanto que as fêmeas não são (“regra de Haldane”) reflete os genes cujos efeitos em esterilidade híbrida são recessivos. Isso tem sido demonstrado por diversos pesquisadores. E eu estou igualmente certo que os humanos são mais aproximadamente relacionados com os chimpanzés do que com os orangutangos. Mesmo assim, quando uma nova descoberta aparece, eu frequentemente me deparo imaginando se isso ficaria de pé se alguém repetisse a pesquisa, ou o fizesse em uma outra espécie.”

Blog do Jerry Coyne

NOTA CAUSTICANTE DO BLOGGER Desafiando a Nomeclatura Científica

Ué, mas a teoria da evolução através da seleção natural, a maior ideia que toda a humanidade já teve, tão certa como a lei da gravidade, e a Terra gira em torno do Sol, não tem a maior parte de suas pesquisas reproduzidas pela comunidade científica?

Gente, eu nem quero estar na pele do Jerry Coyne. Os agentes da KGB da Nomenklatura científica vão dar uma chincha no Jerry por este pecado mortal cometido contra Darwin.

E ainda dizem que a Teoria do Design Inteligente não é ciência porque não é repetida em outras pesquisas, e sendo assim, não passaria no teste de justificação teórica. Ué, é só explicar através dos processos evolucionários lentos e graduais através de muitas e muitas eras como se originou a complexidade irredutível em sistemas biológicos e a origem da informação complexa especificada como a do DNA. Se conseguirem, aí sim terão falseado as teses do DI, e nós iríamos chupar manga no Hawai.

Fui, nem sei por que, pensando que a honestidade do Jerry Coyne precisa crescer no meio dos biólogos evolucionários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails