quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Bebê jogado na rua pela mãe sofre parada cardíada e morre

Morreu por volta das 7h desta quinta-feira (30), no Hospital Estadual da Criança, o bebê recém-nascido que foi jogado na rua pela própria mãe, em Ipirá, no Centro Norte da Bahia. Segundo a TV Subaé, a menina sofreu uma parada cardíaca e os médicos não conseguiram renimá-la.

Renilda Rosa Dias, de 29 anos, que é empregada doméstica e mora com a tia, deu à luz a uma menina na noite de terça-feira (28). Ela estava sozinha em casa quando teve o bebê. Logo depois, ela passou mal e foi levada por familiares para o hospital da cidade.

O médico que atendeu a empregada doméstica percebeu que ela ainda estava com a placenta e acionou a Polícia Militar. Os policiais conseguiram encontrar o bebê com vida enrolado em um saco plástico. A criança estava em um quintal ao lado da casa de Renilda.

Renilda foi conduzida para a delegacia na manhã desta quarta-feira (29) ao receber alta do hospital. Ela será indiciada por tentativa de homicídio. A acusada continua presa.

FONTE: Correio

NOTA: Depois de ler esta matéria, só resta uma pergunta: O que faz de uma mãe matar a seu próprio filho? Bom, a única resposta que encontrei está registrado no livro de Mateus 24:9-14, “...o amor de muitos se esfriará”. Segundo Jesus Cristo, este é mais um sinal da sua segunda vinda e eles estão cada vez mais constantes nos nossos dias, estamos mesmo vivendo os últimos minutos da história deste mundo... Mas, lembro-me agora de uma promessa bíblica de confiança e esperança que diz: "Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti." (Isaías 49:15). Amém, vem logo Senhor Jesus! [FN]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails