sábado, 27 de fevereiro de 2010

Esse tipo de aula de Biologia ainda acontece no Brasil?

Será que uma aula de Biologia do 3º ano do ensino médio ainda é assim no Brasil?

1) A evolução (seja lá o que isso signifique) é um fato, fato, FATO científico tão corroborado como a lei da gravidade.

2) O debate sobre a evolução acabou e a ciência já decidiu: Darwin foi o homem que colocou o ser humano no seu devido lugar - não somos diferentes das outras espécies.

3) “Nada em biologia faz sentido a não ser à luz da evolução.”

4) Todos os verdadeiros cientistas concordam que Darwin resolveu os mistérios da vida e que a variação randômica/mutação mais a seleção natural é a maior ideia que toda a humanidade já teve.

5) O registro fóssil simplesmente está transbordando de evidências do gradualismo darwiniano.

6) Não existe nenhuma crise epistêmica fundamental com a teoria da evolução através da seleção natural.

7) Se você questionar quaisquer uma dessas afirmações científicas acima, você só pode ser um fanático religioso fundamentalista estúpido que deseja somente destruir a ciência.

Se ainda ocorre, é lamentável, pois quando uma teoria científica não consegue explicar o que se propôs (no caso de Darwin, a origem e a evolução das espécies através da seleção natural), o que deveria ser ensinado em salas de aulas de ciência é que Darwin não fecha as contas epistêmicas desde 1859, e que os cientistas em vez de ficarem criando teorias ad hoc para livrar a cara de Darwin do fiasco em um contexto de justificação teórica, deveriam sim perguntar se a teoria dele está errada ou não.

Em outras palavras, em vez de ficar engambelando os estudantes do ensino médio, e os leitores não especializados, eles deveriam abandonar a prática de tentar "encaixar" as evidências inesperadas para corroborar a teoria original, quando essas evidências já podem ter solapado a suposta robustez epistêmica.

Fui, pensando, não sei por que, que a ciência não pode andar de mãos dadas com a mentira, mas anda. Darwin que não me deixa mentir. Razão? Quando a questão é Darwin, a Nomenklatura científica é tutti cosa nostra, capice?

(Desafiando a Nomeklatura Científica)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails